EM FAMÍLIA

Sinomar

COLUNA - Sinomar

Data 27/05/2020
Horário 04:31
Foto:

Mel Minzoni, diretora da Mel Imóveis, com seus filhos Felipe Minzoni (dir.), 30 anos, e Matheus, 26 anos, ambos corretores de imóveis e como a mãe diz, “meus braços direitos e esquerdo, na imobiliária”.

BOM DIA
“Quem pensa diferente de mim não é meu inimigo, mas meu parceiro na construção de um mundo plural”. Ministro Luís Roberto Barroso

GLAUCOMA
Principal causa de perda irreversível da visão, o glaucoma afetará mais de 111 milhões de pessoas no mundo até 2040, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde). No Brasil, o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma, comemorado dia 26/05, tem objetivo de prevenir a doença que é bem silenciosa, se instala e vai progredindo lentamente. Durante todo o mês de maio, é celebrado o Mês Nacional de Combate ao Glaucoma, que destaca a importância do diagnóstico precoce para o tratamento imediato para evitar a cegueira.

ATENÇÃO REDOBRADA
Pacientes com glaucoma precisam ficar atentos com a pandemia do coronavírus. A orientação é que seja redobrada a higiene ao manusear os colírios e manter um acompanhamento com o médico. É necessário lavar bem as mãos e não tocar a ponta do frasco na pálpebra. Além disso, o contato com o oftalmologista deve ser imediato caso apresentar algum sintoma ou para saber quando deverá agendar o retorno. Há casos que não podem adiar o atendimento, pois a cegueira por glaucoma quando instalada é irreversível.

LUTO
Freis da Associação e Fraternidade São Francisco de Assis na Providência de Deus, que administram o HR em Presidente Prudente, estão enlutados pelo falecimento do postulante Mário Lúcio da Rocha Andrade, aos 55 anos, na terça-feira, 26, vítima da Covid-19. Ele apresentava comorbidades. O enterro aconteceu na manhã de ontem, em Jaci (SP).  Este é o segundo membro da Fraternidade que morre vítima da Covid-19. No dia 9 de maio, foi confirmada a morte do frei Bruno. Ele tinha 36 anos e fazia parte da Associação São Francisco de Assis na Providência de Deus, em Jaci.

CENÁRIO ATÍPICO
O cenário de pandemia provocado pela Covid-19, que prevê o distanciamento social, desafia candidatos e partidos políticos a se prepararem para uma nova realidade nas eleições municipais deste ano. Apesar de ainda faltar quase três meses para o início da campanha e existir a discussão do adiamento de outubro para novembro ou dezembro, dificilmente se verá o tradicional “corpo a corpo” nas ruas da cidade, o que impõe a necessidade de uma maior exploração do marketing político digital, canalizado em redes sociais e influenciadores.

 

 

 

Veja também