Arquivo, No Lar dos Meninos, em PP, a queda nas contribuições chega a 50% nesta época do ano

Foto: Arquivo, No Lar dos Meninos, em PP, a queda nas contribuições chega a 50% nesta época do ano

Terceiro setor

Entidades enfrentam dificuldades no início do ano

  • 04/02/2018 15:40
  • ANNE ABE - Especial para O Imparcial

Durante o início do ano, as instituições do terceiro setor enfrentam dificuldades para manter a qualidade dos serviços oferecidos às crianças, adolescentes e idosos. Isso ocorre devido aos gastos com impostos e escolas que as famílias possuem e acabam deixando de lado as contribuições feitas às instituições, não apenas em espécie, mas também de materiais e produtos.

Segundo a coordenadora administrativa da Sociedade Civil Lar dos Meninos, em Presidente Prudente, Ana Paula Fioramonte, a queda chega até 50%. Ela explana que durante o fim do ano ocorrem diversas ações para arrecadação de mantimentos, produtos de higiene, roupas, entre outros materiais. Com isso, o maior déficit enfrentado é com relação ao financeiro, pois os repasses cobrem apenas 55% dos gastos, o restante precisa ser complementado com recurso próprio, arrecadado a partir de ações e eventos.

Pontua ainda que a instituição não possui dívidas, mas não consegue agregar novas coisas aos serviços ofertados. “A ajuda da comunidade é de extrema importância, porque só com os repasses públicos não conseguimos nos manter. A colaboração não é só com doações, mas também apoio nas nossas ações e eventos beneficente”, pontua.

A opinião é compartilhada pelo diretor financeiro do Lar Santa Filomena, Vinicius Morais, que conta que realiza bazares, festas e vendas de pizzas, para complementar a renda e dar conta do gasto anual, que chega a cerca de R$ 1,2 milhão.

Para não deixar funcionários e fornecedores sem pagamento, Vinicius relata que a entidade acabou contraindo uma dívida de R$ 180 mil com o banco, dessa forma, precisam de um repasse maior para suprir o déficit, além de mais doações. “Apesar de ser assistido pelo governo, tem a nossa contrapartida. Os assistidos precisam do lar, se fecha são mais 200 crianças nas ruas. Já está difícil, imagina sem esse apoio”, afirma.

 

Idosos

Apesar de atender um público diferenciado, o Lar São Rafael também possui as mesmas necessidades, principalmente com relação à estrutura do local. Em abril de 2015, a entidade iniciou a construção de uma nova ala masculina, que terão 28 quartos, com capacidade para 60 leitos. Segundo a assistente social, Mariane Meneguetti Serra, a obra foi estimada de R$ 3 a R$ 4 milhões e está na fase de acabamento. Com isso, a necessidade também é de materiais como pisos e azulejos, bem como camas, armários e equipamentos em geral.

“Hoje moram 81 idosos no lar. Muitos deles não têm ninguém ou as famílias não têm condições de cuidar. Então, o município precisa de um lugar como esse. É de extrema importância a ajuda da comunidade, para atendê-los em um lugar adequado e na melhor qualidade”, afirma.

 

 

Contatos para doação

Sociedade Civil Lar dos Meninos: 3906-2680

Lar Santa Filomena: 3223-4786

Lar São Rafael: 3223-2719