Paulo Miguel - Ação pretende bater o recorde mundial com a confecção de 630 m² de tapete

Foto: Paulo Miguel - Ação pretende bater o recorde mundial com a confecção de 630 m² de tapete

300 VOLUNTÁRIOS

Expectativa: maior mosaico de tampinhas

Neste ano, a meta é quebrar o recorde mundial com a confecção de 630 m² de tapete; ação pretende ajudar o HRCPP e a Coordenadoria da Pessoa com Deficiência a angariar fundos

  • 15/12/2019 07:37
  • WEVERSON NASCIMENTO - Da Reportagem Local

Será que o recorde desta vez vem? Olha, se depender do desempenho da galera que compareceu na manhã de ontem, no Ginásio Municipal de Esportes Watal Ishibashi, ele virá sim. Isso porque pela terceira vez, o artista e educador Itamar Xavier de Camargo realiza a confecção em busca do maior feito da história. Mas, desta vez, além de tentar quebrar o recorde mundial do maior mosaico de tampinhas em extensão, a ação pretende ajudar o HRCPP (Hospital Regional do Câncer de Presidente Prudente) e o município, através da Coordenadoria da Pessoa com Deficiência, a angariar fundos para a compra de cadeiras de rodas, após a montagem e exposição.

Diferente dos recordes nacionais quebrados pelo artista utilizando 200 mil e 700 mil nas duas primeiras tentativas, neste Itamar diz que a meta é colocar o município na história com o maior mosaico de tampinhas do mundo, ou seja, com 630 metros quadrados, suficientes para ultrapassar o recorde atual.

Para chegar a este feito, cerca de 300 voluntários, entre alunos das escolas prudentinas, voluntários de igrejas e a comunidade, se dedicaram durante todo o dia de ontem para a ação. “A importância dessa participação é justamente sensibilizar as pessoas a respeito das questões ambientais, ou seja, o problema do lixo que acaba não sendo reciclado ou descartado de maneira correta na natureza. Além disso, faz com que as pessoas trabalhem em equipe e, que juntos podemos fazer coisas grandiosas”, explica.

O projeto teve o apoio do programa Cidadescola, que mobilizou os alunos da rede municipal para coletar os recursos. Um delas, a Escola Municipal Coronel José Soares Marcondes, foi destaque na arrecadação, disponibilizando mais de 100 mil tampinhas para a obra.

JOÃO DE ALCÂNTARA:

VIDA AO MOSAICO

Neste ano, o desenho-tema foi escolhido por funcionários da Cooperlix (Cooperativa de Trabalhadores de Produtos Recicláveis de Presidente Prudente), as quais, por unanimidade, escolheram o funcionário João de Alcântara, catador de 82 anos que se dedica ao trabalho de reciclagem. “Ele foi escolhido pelo carisma que tem pelos funcionários. Além de ser homenageado, o catador também ajudou na coleta das tampinhas”, diz Itamar.