Em Nova Iorque

Formozinho recebe homenagem após ir à ONU

Alunos e professores envolvidos no projeto participaram de solenidade com o secretário estadual de Educação, José Renato Nalini

  • 17/02/2018 14:19
  • BEATRIZ DUARTE - Especial para O Imparcial

A Diretoria Regional de Ensino de Presidente Prudente ofereceu ontem, uma solenidade em recebimento aos alunos e professores da Escola Estadual Professora Maria Luiza Formozinho Ribeiro, de Presidente Prudente, com a presença do secretário da Educação, José Renato Nalini. O grupo que retornou na sexta-feira à cidade representou o Brasil em Nova Iorque, ao participarem de um desafio lançado pela ONU (Organização das Nações Unidas), com a Ivec e Samsung - American. Intitulado “Global Solve For Tomorrow”, o projeto contou com a participação de cinco países, e teve como objetivo a resolução de um problema que pudesse ser local e global. Ao todo, viajaram três docentes e dois alunos, Giovanna Guessada e Rafael Nogueira.

Segundo Renata Orosco, professora da disciplina de inglês da escola Formozinho, o projeto foi iniciado em outubro de 2017, quando o diretor Devanir Nantes Lemes recebeu via Whatsapp o link de outra docente indicando sobre o desafio. Para participar, a instituição deveria fazer parte da rede pública com o foco nos estudantes do ensino médio. Após a divulgação, 30 alunos se candidataram e da seleção sobraram 15 que formaram a equipe. Destinados para apresentar em Nova Iorque, foram escolhidos dois alunos. “O critério estabelecido foi a influência no idioma. Convocamos uma banca de professores de inglês externo à escola para ajudar na avaliação. Tentamos fazer a escolha mais imparcial possível”.

O projeto envolveu cinco países: Brasil, Tunísia, Coréia do Sul, China e Estados Unidos, que participou com quatro Estados, sendo eles Ohio, Alabama, Pensilvânia e Califórnia, que trabalhou em conjunto com um país cada um. O Brasil tornou-se parceiro do Estado do Alabama.

A meta era desenvolver um protótipo que solucionasse um dos problemas participantes da lista de 17 itens da ONU para um mundo melhor. A escola optou por trabalhar com o número três, que compreende Saúde e Bem-estar. O intuito é que até 2030 o mundo tenha os rios, solos e o ar menos poluído. Mãos à obra: após pesquisas, foi contatado que o descarte de resíduos sólidos é um grande problema na cidade. Em conta disso, o website Reciclart, nasceu com uma proposta para que as pessoas pudessem divulgar que tipo de lixo reciclável elas tinham em casa. Nessa mesma plataforma, é possível que artesãs da cidade entrem em contato com esses usuários, façam a busca e depois de transformar o material em um produto reutilizável consigam vender no site.

De acordo com a professora, o Reciclart encontra-se pronto para uso. “Costumo brincar com os alunos que criamos um monstro e que agora precisamos alimentar ele. A ONU não foi a nossa fase final e sim só o começo, agora estamos tentando entrar em contato com a Prefeitura de Prudente, para que a plataforma deles possa abrigar nosso site, e assim mais pessoas conseguir acesso ao conteúdo”, explica.

 

SAIBA MAIS

A Iveca (International Virtual Schooling) é uma ONG (Organização não-governamental), responsável por promover intercâmbio virtual e cultural pelo mundo todo, através da sua plataforma. Para realizar o projeto, todos os dias os alunos brasileiros acessavam o site e entravam em contato com estudantes do Estado do Alabama para cumprir as metas estabelecidas. A parceria com a ONG e a Samsung- American usou como mediadora a língua inglesa, para atuar em área de Ciências, Tecnologias, Artes e Matemática, disciplina que estão movendo o mundo. Para consultar o projeto pronto, acesse: https://www.reciclart.space/