Isolamento social é obrigação!

EDITORIAL -

Data 02/05/2020
Horário 04:30

Nos finais de semana, é de praxe o aumento no fluxo de veículos nas rodovias paulistas. Mesmo diante da orientação de isolamento social devido à pandemia da Covid-19, há viajantes que não respeitam a medida e continuam a circular pela malha rodoviária sem necessidade alguma. E no feriado prolongado do Dia do Trabalhador, não será diferente. O aumento na quantidade de pessoas em algumas cidades e aglomerações requer conscientização quanto aos cuidados com a própria saúde e a da comunidade.

Isso porque as viagens, de pequenas, médias ou longas distâncias propiciam a disseminação do novo coronavírus. Mesmo que tomadas medidas de proteção para evitar a contaminação, o risco está sempre presente – seja naquela parada para no meio da estrada para abastecer, ou na conveniência para utilizar o banheiro. A exposição é o fator que merece atenção, uma vez que, após contrair a doença, ela pode ser levada para outras cidades e, assim, contaminar mais e mais pessoas.

Mesmo com as campanhas de conscientização, os paulistas ignoram a gravidade da Covid-19, o que pode ser constatado nas taxas de isolamento social divulgadas diariamente. No balanço mais recente, de quarta-feira, a taxa foi de 47% no Estado – a mais baixa desde o começo de abril, assim como no dia 9. Se na véspera do feriado já foi assim, imagina o que vem por aí? É preocupante, e os números podem interferir na saída gradual da quarentena, prevista para daqui alguns dias. Inclusive, isso foi frisado pelo prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), que prometeu bloquear ruas e avenidas para forçar o isolamento.

Na região de Presidente Prudente, há cidades que bloquearam as entradas para veículos de fora, ônibus intermunicipais estão inoperantes e estabelecimentos com as portas fechadas – mas nem isso contribui efetivamente para que a população fique em casa. O vírus está mais próximo a cada dia. Ao que parece, a comunidade leva consigo aquele velho pensamento: “enquanto eu estiver bem, vou aproveitar mesmo”, o que desencadeia uma série de ações que desrespeitam as medidas de segurança dos órgãos de saúde.

Seja consciente! Amanhã, você poderá levar o vírus para dentro de casa e sua família poderá não acordar nos próximos dias. Zele pela sua vida e pela do próximo. #fiqueemcasa.

Veja também