Foto:

Perdoe-o!

  • 22/06/2019 11:38
  • Papai Educa

Perdoe-o! Está em plena crise dos dois anos, vai da calmaria à tempestade em segundos, arrastando tudo que vê pela frente. Soca, chuta, bate e ainda não tem autocontrole da ebulição de sentimentos que se passa na sua cabecinha. Faz de vítima o primo, a prima, o vizinho e até o coleguinha que divide o espaço kids do restaurante.

É impulso, vem do nada... ou do tudo! Está brincando e... alguém chora! É a forma que encontra de se comunicar de um jeito rápido, eficaz. Ainda que desregrado, a que acredita na plena adolescência infantil ser a mais ágil para conquistar o que quer. E, olha, continue perdoando, pois ele ainda não tem qualquer conhecimento do que é amoral, antiético ou inadequado. Não é mal caráter, nem gente do mal, não conhece a emoção alheia... não precisa rotular, está apenas aprendendo a sobreviver. Ou viver!

Eu sei que é muito difícil estar do lado de lá também. Ninguém quer ver o filho apanhar. Diria minha esposa, “o sangue sobe”. Mas saiba que, da mesma forma, nem sempre a permanência de um lado é constante. Aliás, nunca se é. E no filho da gente dói mais que no do outro. É assim sempre!

Perdoe também o pai. A mãe. Não é falta de orientação, cuidado, carinho. Se ele não quiser bater no filho, respeite-o. Não é necessário. O diálogo vai bastar. Não pense que o pequeno é vítima de violência. Não é por isso que bate, está agressivo ou demonstra irritação e alegria desordenadamente. Não há nada de anormal. Vai passar! Só precisa de ajuda. Já passou outra vez. Foi com menos intensidade o turbilhão, mas foi embora. E antes de julgá-lo, lembre-se: são só dois anos e muitos sentimentos... e aposto que vez ou outra nem você consegue controlar os seus. Perdoe-o.

 

dica de leitura

Fotos: Divulgação

Pais Imaturos, Filhos Deprimidos e Inseguros

A maioria dos pais e mães possui o desejo em comum de educar seus filhos de uma forma saudável para que eles sejam bem-sucedidos e felizes. No entanto, uma série de questões tem influência direta nesta missão: divergências entre os casais, doenças físicas e emocionais, estresse, separações, dificuldade em impor limites, instabilidade financeira e falta de tempo. A obra incentiva uma mudança de comportamento aos pais para ter filhos mais confiantes.

 

Ficha técnica

Autor: Tânia Queiroz

Editora: Évora

Páginas: 248

Preço: R$ 49,90

 

Disciplina Positiva

Por mais de três décadas, o bestseller tem sido a principal referência para milhares de pais e professores que têm comprovado a eficiência desse método e experimentado uma verdadeira transformação em seus relacionamentos com seus filhos e alunos. É uma leitura a todos aqueles que desejam ensiná-los habilidades valiosas para a formação de um bom caráter e para o sucesso em casa, na escola e na vida. E nesse processo, por meio da aplicação de princípios eficazes e estratégias criativas, os leitores aprenderão a construir uma base para o enriquecimento da experiência familiar.

 

Ficha técnica

Autor: Jane Nelsen

Editora: Manole

Páginas: 340

Preço: R$ 48,30

ÚLTIMAS DO AUTOR

Papai Educa

Papai Educa

Canal voltado a debater e fomentar a paternidade ativa, focado na importância da participação do pai na criação e educação dos filhos. A proposta é desmistificar estereótipos de que o homem deve ser apenas provedor financeiro do lar, mas dividir as tarefas com a mamãe nos mesmos pesos e medidas. Leandro Nigre é pai, jornalista, especialista em Mídias Digitais, editor-chefe de O Imparcial, e idealizador do Papai Educa www.papaieduca.com.br. Contato: papaieduca@gmail.com

PUBLICIDADE