Personagens têm vidas transformadas

VARIEDADES - OSLAINE SILVA - Da Redação

Data 23/04/2020
Horário 05:55
Divulgação / Marlene Reverte - Astromar Braga transformou a dor da perda em evangelização Foto: Divulgação / Marlene Reverte - Astromar Braga transformou a dor da perda em evangelização

A dor da perda transformada em evangelização! Pouco mais de dois anos foi o tempo em que o missionário Astromar Braga e o jornalista Roberto Mancuzo Junior levaram para concluir o livro “Deus não evita, Ele muda o final”. O tempo justifica-se por não ser simplesmente uma história bíblica, mas histórias de personagens, de pessoas que tiveram suas vidas transformadas a partir de um acontecimento.

“Fomos juntando o evento + atitude = resultado. Ou seja, o evento significa o acontecimento, somado à atitude de fé, de força, de acreditar da pessoa, que pode ter o melhor resultado final. Com a nossa atitude, Deus muda o final da história. Mostraremos isso nesta obra que nasceu a partir de momentos de dor que nossas famílias, minha e do Mancuzo, viveram”, comenta o missionário.

A dor que Astromar se refere, vivida dentro de sua casa no dia 22 de fevereiro de 2003, há 17 anos, também foi sentida pela comunidade prudentina quando sua sobrinha Mariana Braga perdeu sua vida por uma bala perdida em uma festa no campus da Unesp (Universidade Estadual Paulista) onde ela estudava.

“A partir desse evento, Deus começou a agir e criamos a missão Mariana Braga da qual nasceram as casas de recuperação. Fundamos a Missão Mariana Braga, meu cunhado Mário Braga  e minha irmã Márcia Braga entregaram suas vidas para cuidar dos dependentes químicos. Concretizando uma frase da minha mãe no dia da morte da Mariana: “Deste mal tão grande Deus vai tirar um bem imensamente maior’”, lembra.

E do lado do Mancuzo, foi a dor da perda da família com a morte do seu pai. “Ele percebeu que a vontade de Deus naquele momento para sua família era essa dor. E de lá para cá nossas famílias se tornaram melhores!”, exclama Astromar.

 

 

Veja também