ÁREA DE PRESERVAÇÃO

Polícia investiga cemitério de animais em Prudente

Técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente encontraram aproximadamente 50 caixas com animais mortos em área de preservação no Parque Alexandrina

  • 18/07/2019 05:36
  • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

A CPJ (Central de Polícia Judiciária) investiga um cemitério de animais a céu aberto, localizado em uma área de preservação ambiental no Parque Alexandrina, em Presidente Prudente. Na tarde de ontem, a Semea (Secretaria Municipal de Meio Ambiente) registrou um boletim de ocorrência depois de constatar aproximadamente 50 caixas com corpos de animais mortos, entre gatos e cachorros. Segundo a denúncia, parte deles estava envolta em sacos plásticos e depositados nas proximidades de um rio.

Segundo o secretário de Meio Ambiente, Wilson Portella Rodrigues, a denúncia chegou por meio de vizinhos que sentiram “um forte cheiro” no local. “Ao que parece alguém depositou os animais, e já temos suspeitas de quem possa ter feito isso. Foi fornecido o nome e contato de uma das pessoas e a polícia deverá prosseguir com a investigação”, afirma o titular. No boletim de ocorrência fornecido pela Polícia Civil, acredita-se que os animais sejam provenientes de clínicas veterinárias.

De acordo com registro policial feito pelos técnicos da Semea, a Polícia Militar Ambiental e o MPE (Ministério Público Estadual) foram comunicados sobre o fato. O proprietário do terreno onde estavam os corpos dos animais não havia sido localizado até o fechamento desta reportagem.