Prefeitura suspende licitação de radares

Como consta no Diário Oficial do município, administração alega não ter tempo “hábil” para prestar esclarecimentos sobre impugnações feitas pelas empresas participantes

PRUDENTE - THIAGO MORELLO - Da Redação

Data 10/10/2019
Horário 05:29
Arquivo - Serão 19 pontos de fiscalização, sendo cinco deles ao longo da Avenida Manoel Goulart Foto: Arquivo - Serão 19 pontos de fiscalização, sendo cinco deles ao longo da Avenida Manoel Goulart

Na tarde de ontem, estava marcado para a Prefeitura de Presidente Prudente abrir os envelopes e conhecer a empresa vencedora da licitação que vai ficar à frente da instalação e acompanhamento dos novos radares do município. Contudo, o processo do certame foi suspenso e o Executivo informa que não tem previsão de uma nova data para a continuidade. A situação foi adiada, conforme publicado no Diário Oficial do município, por falta de tempo “hábil” para responder questionamentos dos participantes interessados.

Por hora, o secretário municipal de Comunicação, Iury Greghi, explicou que “atendendo às solicitações de esclarecimento interpostas pelas empresas interessadas, fez-se necessário a suspensão do presente instrumento convocatório com vistas a atender as demandas”. Como ele expõe e também é pontuado no Diário Oficial, algumas impugnações foram feitas pelas duas partes inscritas no processo licitatório.

Questionada sobre quais apontamentos foram feitos, a administração municipal não respondeu. “Ainda não é possível informar a nova data de abertura dos envelopes, visto que é necessário primeiro responder às solicitações de informação por parte das empresas. Até o momento, duas empresas manifestaram interesse no certame, mas solicitaram esclarecimentos para que possam elaborar as propostas”, completa o secretário.

PP TERÁ 19 PONTOS

DE FISCALIZAÇÃO

No dia 25 de setembro, a Prefeitura também publicou no Diário Oficial do município, o aviso de abertura do certame, por meio da Semob (Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública). Serão, ao todo, 19 pontos de fiscalização, sendo 17 radares fixos e duas lombadas eletrônicas.

Mas o que vale ser lembrado é que houve uma redução na quantidade de pontos a receberem a fiscalização. O número fechado, e atual, é menor do que o anunciado anteriormente, quando a administração havia mencionado 36 pontos. A redução na quantidade se deu, principalmente, por questões financeiras e os pontos escolhidos foram uma prioridade com base em números de acidentes fornecidos pela Polícia Militar.

Entre as vias contempladas, como já noticiado por este diário, a Avenida Manoel Goulart será o local com mais pontos de fiscalização, sendo quatro radares e uma lombada eletrônica, compreendendo os dois lados da pista.

Veja também