RECONHECIMENTO

COLUNA - Sinomar

Data 03/05/2020
Horário 05:03
Professor Dr. Giuliano Tosello e a esposa Karina Foto: Professor Dr. Giuliano Tosello e a esposa Karina

O professor Giuliano Tosello, ginecologista e mastologista em Presidente Prudente, recebeu essa semana uma certificação da Cochrane Library, como reconhecimento por ter sido o pesquisador que em 2018 e 2019 mais acessou sua biblioteca, para consultar temas relativos à sua tese de doutorado nesta instituição.

Homenagem da Cochrane Library

BOM DIA
Todos podemos e somos heróis da nossa própria existência.

APOIO
A família Abilio Diniz doou R$ 50 milhões para auxiliar pessoas e empresas afetadas pela crise do novo coronavírus. O dinheiro será destinado a três tipos de iniciativas: combater a fome e necessidades imediatas de pessoas carentes, ações de saúde pelo país e fomento a micro e pequenos empreendedores.

ALTERNATIVAS
Na capital paulista, o comércio varejista de produtos não essenciais tenta dar a volta por cima para atenuar a perda de faturamento, que encolheu mais de 60% desde a suspensão das atividades por causa da pandemia. Além da venda on-line, que é a opção mais imediata para continuar faturando, as lojas começam a colocar em prática outras formas de vender que evitam aglomeração, o maior risco de contágio da Covid-19. Essas formas incluem da retirada do produto no estacionamento da loja ou shopping sem sair do carro (drive-thru) até a venda de porta em porta, como ocorria nos velhos tempos do varejo.

DRIVE-TRHU
Shopping Cidade São Paulo, Tietê Plaza, Grand Plaza, Shopping D e Shopping Cerrado e Morumbi Shopping já usam o sistema de drive-thru, uma forma de atender a demandas específicas dos consumidores e diminuir o gargalo do delivery. O lojista disponibiliza um canal de venda direto com o cliente e este passa no estacionamento  no horário combinado para retirar o produto, sem sair do carro.

PORTA EM PORTA
TelhanorteJá, bandeira de lojas de materiais de construção do grupo francês Saint-Gobain, começou a vender por meio de caminhões itinerantes. Quando solicitados, esses veículos vão até condomínios de edifícios para comercializar cerca de 700 itens básicos para reparos de emergência em casa. “O objetivo é atender ao cliente que não é familiarizado com a internet”, diz Juliano Ohta, diretor geral da rede. Ele diz que os itens serão vendidos a preço de custo e que a intenção é prestar serviço e fidelizar o cliente.

 

 

 

 

Publicidade
eixosp

Veja também