Divulgação/Fiocruz - Em Prudente há 2 mortes confirmadas por dengue neste ano

Foto: Divulgação/Fiocruz - Em Prudente há 2 mortes confirmadas por dengue neste ano

AEDES

VEM confirma mais 115 casos de dengue e anuncia nebulização costal

Outros 2.249 exames estão aguardando resultados, o que pode fazer com que o número aumente

  • 09/04/2020 12:39
  • DA REDAÇÃO

A Prefeitura de Presidente Prudente, por meio da VEM (Vigilância Epidemiológica Municipal), confirmou hoje mais 115 casos de dengue na cidade. Agora, são 1.697 registros positivos e outros 2.249 exames aguardando resultados, o que pode fazer com que o número ainda aumente consideravelmente.

Paralelo aos casos, a VEM confirma que recebeu inseticida. Assim, informa que na próxima semana voltará a realizar a nebulização costal em áreas ainda a ser definidas. No entanto, adianta que o serviço deverá contemplar bairros das áreas 1, 2 e 3.

“O novo inseticida tem um odor de menta, o que nos preocupa. Embora o odor seja mais suave, os cuidados têm de ser os mesmos, ou seja, enquanto o agente de endemia estiver realizando o trabalho os moradores deverão permanecer ao lado de fora da residência”, orienta Elaine Bertacco, supervisora da VEM.

Além disso, os munícipes devem seguir orientações como: deixar as casas com portas e janelas abertas, inclusive cortinas e portões eletrônicos; retirar roupas do varal; cobrir alimentos e bebedouros de animais; deixar os animais domésticos em locais fechados; e crianças, pessoas alérgicas e acamadas deverão ficar em locais fechados por cerca de 30 minutos após a realização do trabalho.

AUMENTA NÚMERO

DE “ACUMULADORES”

A VEM ressalta ainda que o número de pessoas acumuladoras segue aumentando na cidade. Além dessas, o órgão reforça que o número de pessoas que recolhem materiais reciclados e armazenam de maneira irregular também aumentou. “Pedimos que essas pessoas separem o que é reciclável do lixo comum, ou seja, o que pode ser vendido, que seja vendido, e o que não puder ser vendido que seja descartado de maneira correta”, ressalta Elaine.

Ela lembra ainda que nesta semana o prefeito Nelson Bugalho entregou o primeiro Ecoponto da cidade, que fica na Rua João Lopes do Nascimento, no Jardim Planalto, nas proximidades da Avenida Professor Zeferino Vaz, na Vila Aurélio, e que a Prudenco (Companhia Prudentina de Desenvolvimento) realiza o recolhimento de lixo orgânico em toda cidade em dias alternados, e até mesmo de móveis velhos mediante agendamento no 3906-3001.

Como já informado pela Secom (Secretaria Municipal de Comunicação), o Ecoponto funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e recebe resíduos da construção civil de até 1 m³ (metro cúbico) ou dez sacos; recicláveis como papel, plástico, metal e vidro; podas de árvores; até duas unidades de móveis usados; e óleo de cozinha usado. Não serão permitidos resíduos orgânicos; industriais; grandes volumes da construção civil; materiais de serviços de saúde; isopor e gesso; e animais mortos. Outros três ainda serão inaugurados na cidade.

SITUAÇÃO NA

CIDADE

Em relação às áreas, a situação mais crítica permanece na 4. Ao todo, são 409 casos em bairros como Planaltina, Cambuci, Itapura, José Rotta, entre outros. Na sequência, continua a área 7, cujos locais como Morada do Sol, Belo Galindo, Guanabara, e outros contabilizam 327 confirmações.

Pela ordem decrescente, permanece a área 2, com 237 positivos em locais como Santa Paula, Cedral, Cohab, e outros. A área 1 tem 201 casos em bairros como Vale do Sol, Ana Jacinta, Vista do Vale, entre outros. Já a área 3, tem 187 confirmações. Essa é a Centro Sul e compreende bairros como Colina, São Jorge, Bongiovani, Cinquentenário, Vila Formosa, e outros.

Há ainda as áreas 5 e 6. A primeira, que é a Centro Norte, registra 175 casos em bairros como a Vila Estádio, Ocidental, Aviação, e outros; enquanto a segunda, que é a Noroeste, contabiliza 141 confirmações em locais como Maré Mansa, São Paulo, Iguaçu, e outros. A área 101, que são os distritos, agora soma 20 casos.

Vale lembrar que a cidade registra também dois óbitos por dengue somente neste ano. As vítimas foram um homem de 60 anos morador do Conjunto Habitacional Ana Jacinta, e uma mulher de 89 anos moradora da Vila Formosa.