“American Crime Sory”: O assassinato de Gianni Versace

Cinemateca

COLUNA - Cinemateca

Data 07/07/2021
Horário 12:00

1 ano depois

Um ano atrás, em minha primeira coluna, que escrevi sobre a primeira temporada de “American Crime Story” que contava a história do julgamento do século onde OJ Simpson era o protagonista e Marcia Clarck sofria um escrutínio injustificado por parte da mídia. Agora, nada melhor do que escrever sobre a segunda temporada da série que foi minha porta de entrada para a escrita: “O Assassinato de Gianni Versace”.

 

História

Em uma breve viagem no tempo para entendimento do contexto, é preciso lembrar que Gianni foi um dos maiores estilistas da história e se tornou uma lenda ao lançar uma marca global junto com sua irmã, Donatella. Ele tinha uma vida privada muito restrita e, na manhã de 15 de julho de 1997 foi assassinado por Andrew Cunanan. O clímax desta temporada de Ryan Murphy é entrar na mente do psicopata e traçar uma linha do tempo que culmine no seu crime mais famoso e, consequentemente em sua morte.

 

Atuação

O que mais me chama a atenção foi a performance impecável de Darren Criss como Andrew e, sua maestria em adquirir os trejeitos do mesmo, um jovem promissor, educado, com altíssimo QI e que de forma alguma poderia ser esquecida. Ele cometeu 5 crimes ao todo e se tornou um dos maiores criminosos da história dos EUA. 

 

Elenco

No restante do elenco vemos Penélope Cruz, Ricky Martin e Edgar Ramírez todos com caracterizações e sotaques fantásticos, que transportam o espectador para dentro da cena. Penélope trabalha muito com os olhos ao expressar a dor de perder não só um irmão, mas sim um amigo e confidente. 

 

Trama

Uma jogada ótima da direção foi começar a trama pelo final e, gradativamente, dando saltos para trás, o que traz novas perspectivas para quem assiste. Mas não se iluda, as vezes pode ficar um pouco cansativo já que existem inúmeros diálogos e boa parte do tempo é usada para desenvolver as relações dos personagens. Mas no fim, tudo termina da forma ideal.

 

Fascinante

Um mentiroso compulsivo, com ideias de grandeza e extrema arrogância passou do anonimato a um dos maiores escândalos dos anos 90, o que levantou o interesse da mídia e do público. No fim, anos depois, podemos reviver esta história e descobrir parte do que aconteceu em seus bastidores. Disponível na Netflix. 

 

Siga: Para saber mais siga @cine.macoteca no Instagram e fique por dentro de tudo que acontece no mundo dos filmes e séries!


 

Veja também