“É através da política municipal que os assuntos de interesse local são resolvidos”

MICHEL FERES, juiz eleitoral 

Eleições - THIAGO MORELLO

Data 15/11/2020
Horário 06:50
Arquivo - Michel Feres: "É de suma importância que o cidadão exerça o direito ao voto, em qualquer circunstância"
Arquivo - Michel Feres: "É de suma importância que o cidadão exerça o direito ao voto, em qualquer circunstância"

Depois de dois anos, como de costume, os eleitores devem sair de suas casas para encarar as urnas eletrônicas novamente. Mas, desta vez, a gestão municipal é o alvo, tendo assim, todos, que escolher quem vai compor a cadeira do Executivo e as do Legislativo. O que não pode faltar nesse momento, e até um pouco antes dele, é o envolvimento da população, a fim de fazer a melhor escolha. Em Presidente Prudente, o juiz eleitoral Michel Feres, por exemplo, lembra que “é através da política municipal que os assuntos de interesse local são resolvidos”. Em uma entrevista para O Imparcial, ele falou um pouco mais sobre a importância do eleitor no processo eleitoral, como foi o preparo da Justiça Eleitoral e o que se espera para o dia de hoje. Confira: 

O Imparcial: Qual a importância de a população comparecer às urnas mesmo no cenário de pandemia?
Michel Feres: A população deve comparecer às eleições, pois essa é a oportunidade de ela expressar o que pretende para a cidade. É através do voto que ela mostra quais os projetos que ela quer que sejam implementados. Então, mesmo nesse momento sanitário complicado que estamos passando, essa é a única oportunidade que o cidadão tem de dizer o que ele pretende para o futuro do lugar onde ele mora. É de suma importância que ele exerça o direito ao voto, em qualquer circunstância. E essa oportunidade é amanhã [hoje], e ele deve comparecer às urnas tranquilo, sereno e expressar a vontade dele conforme ele queira.

Por que a necessidade da população se interessar pela política municipal?
É através da política municipal que se revolve os assuntos de interesse local. O prefeito e os vereadores são os responsáveis pela realização das obras, projetos, de tudo que é de interesse da municipalidade. Portanto, se o cidadão souber  o que acontece na política local, ele vai ter a capacidade e possibilidade de acompanhar os projetos e cobrar o que for de interesse do seu bairro, da sua cidade, dos locais onde o seu filho frequenta, dos postos de atendimento de saúde, do esporte, tudo o que for de interesse local. Se o cidadão se alienar desses fatos, dificilmente ele vai poder acompanhar e cobrar resultados.

Quais são as novidades do pleito eleitoral de 2020?
Na verdade, a maior novidade dessa eleição seria o voto através do reconhecimento biométrico, que infelizmente foi abandonado por causa da pandemia. Mas eu destacaria a forma de campanha virtual, muito mais nas redes sociais do que nas ruas, e todo esse corpo a corpo que foi deixado de lado por conta das restrições impostas pela pandemia. Então, a política foi feita muito mais de forma virtual, do que corpo a corpo. Esse resultado, essa diferença, a gente vai ver nas urnas. 

Como as tecnologias beneficiaram o processo eleitoral deste ano?
A tecnologia permitiu que todos os procedimentos fossem feitos online, de forma digital. Até as eleições passadas, os processos eram todos físicos e o atendimento ao eleitor somente presencial. Hoje não. Foi feito tudo de forma virtual, através do site, de aplicativo, e de forma digital. E os atendimentos que precisavam acontecer de forma física, pessoal, foram feitos por meio de agendamento, obviamente, de forma excepcional. Tudo foi resolvido digitalmente, por maior conforto e celeridade para o eleitor, para o cidadão que precisou da Justiça Eleitoral.

Como a Justiça Eleitoral vai atuar no domingo para garantir a lisura das eleições?
A Justiça Eleitoral vai fiscalizar e contar com o apoio dos órgãos de segurança pública para manter tudo na mais perfeita ordem, sem aglomerações, sem propaganda de boca de urna e nada que possa atrapalhar a transparência e a manifestação de vontade livre do eleitor. Os ambientes estão preparados para receber o eleitor, todos os cuidados necessários já estão sendo adotados e o eleitor pode votar tranquilamente. 

Quais são os principais comportamentos que o eleitor deve se atentar para não praticar nenhum crime eleitoral?
Não é permitida nenhuma forma de propaganda, a não ser a propaganda silenciosa. O eleitor pode usar um broche, uma camisa do seu candidato de preferência, mas não pode aglomerar, não pode fazer propaganda de boca de urna, não pode estacionar o veículo com propaganda do candidato nas imediações dos locais de votação, enfim, não pode aglomerar, votar e ficar dentro do local de votação. O que o eleitor tem que fazer é sair de casa tranquilo, votar e retornar imediatamente para sua casa ou para outro lugar que ele esteja indo. Ele não pode ficar no local de votação após ter exercido o seu direito de voto.

O senhor acredita que os protocolos de higiene preconizados pela Justiça Eleitoral tornarão a eleição segura e quais serão as providências em relação àqueles que desobedecerem?
Sim, os protocolos de higiene adotados vão tornar a eleição segura. Não tenho a menor dúvida de que o eleitor pode votar tranquilo, portando a sua máscara, a sua caneta para assinar o livro de votação. Além disso, as seções eleitorais estarão higienizadas, os mesários estarão utilizando máscaras e haverá álcool em gel à disposição para todos também, além da logística que será implementada, visando evitar qualquer aglomeração no local. Então, o procedimento deve ser célere, e o eleitor vai e vota e retorna tranquilo para a sua residência. Destaco que o horário preferencial para os idosos é das 7h às 10h. 

Quais são as orientações para quem for comemorar a vitória dos candidatos eleitos no domingo?
Após divulgados os resultados das eleições, o eleitor deveria permanecer em casa e comemorar dentro da sua casa com sua família, pois não é permitida aglomeração. Então, não se deveria sair às ruas para se juntar e comemorar a vitória de quem quer que seja. Evidente que se isso começar a acontecer, os órgãos de segurança, se o caso, devem adotar as providências cabíveis e orientar as pessoas para que não se aglomerem, para evitar qualquer disseminação dos coronavírus.

Veja também