“Força-tarefa” aumenta isolamento social em Pirapozinho

Anúncio da fiscalização foi o suficiente para que estabelecimentos que não se enquadram em “serviços essenciais” não abrissem na quarta-feira

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 14/05/2020
Horário 10:28
AI da Prefeitura - Operação começou ontem pela manhã e segue hoje em Pirapozinho Foto: AI da Prefeitura - Operação começou ontem pela manhã e segue hoje em Pirapozinho

A “força-tarefa” realizada em conjunto pelas polícias Civil e Militar, a Vigilância Sanitária e o Setor de Fiscalização de Pirapozinho, diminuiu consideravelmente o movimento que havia aumentado nos últimos dias, contrariando as recomendações e determinações do Estado e município por conta da Covid-19.

A operação teve início às 9h de ontem e se estendeu por todo o dia, alcançando praticamente metade da cidade. O simples anúncio de que a operação ocorreria já foi o suficiente para que os estabelecimentos que não se enquadram na categoria de “serviços essenciais” não abrissem na quarta-feira.

De acordo com o prefeito Orlando Padovan (DEM), “a operação foi um sucesso”, em grande parte porque os comerciantes e prestadores de serviços entenderam que, com o avanço da pandemia na região e a confirmação de dois casos no município, o isolamento é realmente necessário.

“Aconteceu o que queríamos, só quem pode funcionar abriu e não houve sequer uma autuação, apenas esclarecimento aos comerciantes quanto ao uso de máscaras, álcool gel, distância em filas” declarou o prefeito.

A fiscalização prossegue hoje e os envolvidos na operação ressaltam que, caso haja desobediência, medidas cabíveis serão tomadas, podendo resultar até na cassação do alvará de funcionamento e inquérito por desobediência a medida de prevenção sanitária.

As polícias Civil e Militar farão ronda à noite para garantir o cumprimento das normas.

Veja também