Jogo de volta: Grêmio Prudente busca, em casa, vaga à semifinal

Após perder por 2 a 1, sábado, no confronto de ida, time comandado por Ademir Fesan precisa de uma vitória simples, na quarta, diante do Mauá, para avançar na Segundona

Esportes - OSLAINE SILVA

Data 30/11/2020
Horário 17:18
Foto: Júlhia Marqueti
Comemoração dos gremistas pelo gol de Garagau, camisa 8, aos 26 minutos do 2º tempo
Comemoração dos gremistas pelo gol de Garagau, camisa 8, aos 26 minutos do 2º tempo

Às 15h de quarta-feira, o Grêmio Prudente encara o jogo de volta contra o Mauá, pelas quartas de final do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Para avançar, a equipe precisa de uma vitória simples, uma vez que perdeu a partida de ida, no fim de semana, por 2 a 1, em Mauá (SP). O empate garante o adversário na semifinal. O confronto será em casa, no Estádio Paulo Constantino, Prudentão, o que dá certa tranquilidade, pois o desgaste de uma viagem longa como foi no sábado pode fazer toda a diferença. Dessa vez, o adversário é quem pega a estrada.
Vencendo esta partida, classificado o Grêmio Prudente tem que esperar terminar todos os jogos para saber quem enfrentará na próxima fase, pois não tem chaveamento, continua contando pontos para a tabela geral. 
Sobre a derrota no jogo de ida, o técnico Ademir Fesan diz que o time teve maior posse de bola em grande parte do jogo, chances de finalização, mas já sabiam que a equipe tem um jogo de transição, de bola parada e foi assim que tomaram os gols. 

“SE TINHA UM MOMENTO QUE PODERÍAMOS PERDER ERA ESSE. ESTAMOS VIVOS NA COMPETIÇÃO. OS ATLETAS ESTÃO TRANQUILOS, E DESDE O JOGO EM MAUÁ O PROCEDIMENTO FOI O MESMO: DESCANSAR E TREINAR BEM PARA O PRÓXIMO JOGO”
Ademir Fesan

“Era uma partida que já sabíamos que teríamos um pouco mais de dificuldade, até pela bola viva, que é o campo. Toda vez que a bola vinha sempre tinha uma transição rápida deles, ou seja, a bola estava sempre viva. Mas estávamos sempre postados, no segundo gol tivemos a oportunidade de matar a jogada e não matamos. E ai se você vai pra lá com o empate lógico que o resultado é muito melhor. Mas enfim, estamos vivos e tranquilos na competição”, destaca o professor, lembrando que detalhes podem definir jogos assim.
Sobre perder a invencibilidade com essa derrota, Fesan é enfático ao dizer que o objetivo da equipe é muito maior que isso. Foi exatamente o que ele frisou aos seus comandados no vestiário. “Se tinha um momento que poderíamos perder era esse. Estamos vivos na competição, a vantagem em relação a dois resultados iguais é nossa. Temos que ganhar por um gol de diferença e não vai mudar em nada. Todos os jogos a gente joga pra cima querendo ganhar o jogo. Os atletas estão tranquilos, e desde o jogo o procedimento foi o mesmo: descansar e treinar bem para o próximo jogo, salienta o técnico prudentino.


 

 


 

Veja também