“Refletir em trovas”

JOSÉ COSTA

COLUNA - JOSÉ COSTA

Data 11/02/2021
Horário 03:33

    O homem deve ser forte
    Com força do coração,
    É sempre buscar um sim,
    Quando o mundo dizer não.
                    (José Costa)

Lixo descartável

Um grave problema enfrentado por todos os municípios diz respeito ao destino do lixo descartável, pois para muitos faltam estruturas e logísticas para esse trabalho. Em Irapuru, o prefeito Ademar Calegão não tem com o que se preocupar, pois o Lions Clube de Irapuru indiretamente assume os problemas relacionados ao meio ambiente, pelo menos neste setor. O clube se encarrega de coletar o lixo eletrônico, que inclui computadores, notebook, monitor, teclado, baterias e todos os elétricos domiciliares, como geladeiras, máquina de lavar, liquidificadores, batedeiras, televisores, baterias, rádios e outros, com expedição de documento de coletas. Em relação ao óleo usado, o clube tem uma coleta permanente desse produto há 12 anos, com a troca de quatro litros de óleo usado por um novo.

Conscientização

O Lions Clube, em todo o planeta, tem também a sua preocupação com o meio ambiente, sendo certo de que a governadora do Distrito LC 8, Marli Minetto, do Lions Clube de Macatuba, sempre tem incentivado os clubes para essa parceria com a comunidade. Com isso, o que se percebe é que a população vê um Clube de Lions com mais credibilidade, entendendo ser ele um suporte para um mundo mais despoluído, pois está compromissado com o planeta.

Obra no meio da rua

Moradores da Rua Ermínio Butatelo, próximo ao novo conjunto habitacional em construção em Flórida Paulista, reclama que a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) está com mais uma obra no meio da rua. No ano passado, a Prefeitura implantou pavimentação asfáltica no último trecho da Rua Ermínio Butarelo, porém, onde acabava o asfalto e novo trecho pavimentado tem uma estação elevatória de esgoto, que foi construído pela Sabesp já faz vários anos. Com o asfalto completo na referida rua, a estação elevatória ficou no meio da via, e inclusive tendo o trânsito que desviar para os lados, causando perigo, principalmente no período noturno. O que revolta os moradores das proximidades é que a pavimentação foi executada há vários meses e a Sabesp até o momento nada fez, deixando a estação elevatória no meio da rua, podendo causar algum acidente a qualquer momento.

Museu histórico

O município de Adamantina terá oficialmente o seu museu histórico. O prédio onde sediava a Igreja Budista de Adamantina, agora em desuso, foi cedido em comodato ao município, pela colônia japonesa, para abrigar as inúmeras peças da história de Adamantina que se encontram armazenadas em caixas, na biblioteca municipal. Esse projeto é muito importante para a preservação cultural de Adamantina, que poderá mostrar toda a sua riqueza histórica para a própria comunidade, disse o jornalista Sérgio Vanderlei, secretário de Cultura e Turismo de Adamantina. Sérgio assumiu a pasta com o desejo de fazer o melhor para a cultura do município e, certamente pela sua capacidade e interesse pelo setor, acredita-se que os adamantinenses estarão ganhando com a sua competência e trabalho. Após concluídas as documentações de cessão, o prédio será reformado para entrar em operação o mais breve possível. Sérgio conclui que, “além de preservar corretamente a história, precisamos que as novas gerações tenham conhecimento do que foi feito pelos nossos antepassados”. “Existe uma verdadeira relíquia hoje guardada e que pode ser perdida com o tempo”, ressalta Sérgio Vanderlei.

Costurar contra covid-19

A costureira Maria de Fátima Merloti Grudin, de 67 anos, que estava hospitalizada na Santa Casa de Adamantina, com quadro positivo para a doença, não resistiu às complicações e faleceu. Preocupada com a saúde das pessoas, ela confeccionava máscaras faciais de proteção contra a Covid-19 e doava para quem precisasse. Essa conduta, de amor ao próximo, foi identificada pelo Siga Mais, nas redes sociais, e confirmada por sua filha, Elaine Grudin. “Ela era costureira há muitos anos e quando começou a pandemia ela fez máscaras para as pessoas que a procuravam, e fazia sem custo nenhum”, contou.

Veja também