2ª etapa do Diversonorilive reúne 10 atrações em 6 dias

Festival de música autoral do oeste paulista terá apresentações em formato de lives, de artistas e grupos da região; evento, realizado de amanhã a sábado, visa promover o acesso à arte

VARIEDADES - DA REDAÇÃO

Data 14/02/2021
Horário 08:44
Foto: Gasalucinação
Ação e Reação completa17 anos de formação em 2021
Ação e Reação completa17 anos de formação em 2021

Entre os dias 15 e 20 de fevereiro, “pontualmente às 20h e alguma coisa”, como costuma anunciar, o coletivo cultural Som na Linha, de Presidente Prudente, transmite através de seu canal no YouTube mais uma etapa do Diversonorilive, festival de música autoral que reúne bandas, grupos e artistas independentes da cena musical regional. Além de democratizar o acesso à arte e atestar a diversidade e qualidade da música autoral do oeste paulista, a iniciativa, realizada com recursos da Lei Aldir Blanc, cumpre ainda o objetivo de garantir uma renda emergencial aos trabalhadores da cultura local, uma das classes mais impactadas pelos efeitos da pandemia de Covid-19
As apresentações serão transmitidas diretamente do Espaço Laje do Centro Cultural Matarazzo, de segunda a sábado. 

Histórico do festival

Cansados da falta de espaço que enfrentam as bandas autorais no interior e motivados pela necessidade de fortalecer a cena da arte independente na região, artistas, produtores de cultura e o coletivo Som na Linha passaram a se reunir, em 2019, para articular o que viria a ser o primeiro festival de música autoral da história do oeste paulista
Mesmo sem recursos a não ser os próprios - e limitados - bolsos, mas movidos pela vontade de tocar e democratizar o acesso à arte de forma geral, naquele mesmo ano foram realizadas duas edições do festival na rua, uma em Presidente Prudente e outra em Assis (SP). Em 2020, devido à pandemia, o coletivo adaptou as apresentações para o formato online, e conseguiu articular parceria com a Secretaria de Cultura. Com apoio da Lei Aldir Blanc, viu a possibilidade de dar continuidade às suas ações, adaptando-as para o novo cenário que vivemos, e ao mesmo tempo garantindo um apoio financeiro à classe.
 “O que sempre propusemos foi a criação de uma cena cultural independente, promovendo o acesso à arte por todos os cantos e ajudando a fomentar os e as artistas que se dedicam à produção autoral, além de criar junto ao público uma cultura de apreciação pelo novo”, afirma Rafael Costa, músico e produtor cultural, fundador do Som Na Linha e um dos organizadores do festival.

Quais serão as atrações?

Amanhã, cinco artistas de Adamantina, Rancharia e Lucélia se reúnem em uma apresentação que celebra o rap 018, como é chamado o estilo musical produzido na região. São eles: Dri Lima Barochello, Radio Moleque, Lucazemici, Tio Will Mc e Pacato.
Na terça-feira, o agito fica por conta de Bruna Morganti. Buscando um som com atitude, peso e identidade própria e mesclando as influências de seus integrantes, a banda Dustt se apresenta na quarta. A programação continua na quinta, com Céu Cinza
Na sexta-feira, é a vez da Ação e Reação, que está completando 17 anos em 2021, e já dividiu palco com Dado e Bonfá (Legião Urbana), Uns e Outros, Plebe Rude, Inocentes, Hangar e Angra. Por fim, no sábado, entre a calmaria e a tormenta, o deboche e o poema, transitando do romantismo à agonia, encontra-se um ponto sonoro que chacoalha o mapa do silêncio, a banda Panamá, que há nove anos, desde sua formação, transmite sua mensagem pelos bares de rock de Prudente e região. 

SERVIÇO
FESTIVAL DIVERSONORILIVE - 2ª ETAPA

Data: de 15 a 20 de fevereiro
Horário: a partir das 20h, ao vivo pelo canal do YouTube Som Na Linha
(www.youtube.com/somnalinha)

Divulgação

Lucazemici é o nome artístico de Lucas Willian da Conceição, MC, DJ e beatmaker

Victor Greter

Em 2020, Bruna Morganti lançou o single “Retrato”, disponível em todas as plataformas digitais

Rafael Mazini 

Dustt divulgou recentemente seu álbum de estreia “Exist”

Rafael Mazini

No ano passado, nasceu “Voraus”, EP de estreia da banda Panamá

Veja também