Agente penitenciário é o 2º paciente curado da Covid-19 no HR

Morador de Presidente Prudente percebeu os primeiros sintomas da doença no começo do mês e, desde então, esteve internado

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 24/04/2020
Horário 13:30
AI do HR - Paciente recebeu alta médica na manhã de sexta-feira
AI do HR - Paciente recebeu alta médica na manhã de sexta-feira

Os aplausos da equipe multiprofissional do HR (Hospital Regional) de Presidente Prudente Doutor Domingos Leonardo Cerávolo para Márcio Danilo Scalon, de 40 anos, celebram a conquista de mais uma vitória no combate à Covid-19. O paciente recebeu alta na manhã de hoje e é o segundo paciente a ser curado da doença no HR. 

Márcio é agente penitenciário e morador de Presidente Prudente. Ele conta que os primeiros sintomas da doença surgiram no dia 5 de abril e, ao sentir que estavam piorando, resolveu procurar o serviço de saúde. "No começo eu senti febre, dor no corpo e tosse. Quando eu vi que começou a piorar eu procurei a UPA [Unidade de Pronto-Atendimento] e eles logo me transferiram para o Hospital Regional". Assim, depois de ficar 10 dias internado, sob cuidados da equipe médica e multiprofissional, ele foi curado e pôde ir pra casa.

De acordo com o infectologista do HR, Alexandre Portelinha, o paciente deve cumprir mais cinco dias de isolamento total em casa. "O paciente já foi curado e nesse momento precisa cumprir o restante dos dias de isolamento total. É muito bom ver que a cura é possível". 

A primeira alta de um paciente diagnosticado com Covid-19 no HR foi no dia 15 de abril, quando uma moradora de Tarabai de 42 anos foi curada. “Ver um paciente recebendo alta nos fortalece para continuar lutando na linha de frente. Quero agradecer a todos os profissionais da saúde do HR e de outras instituições que estão conosco nesse enfrentamento ao Covid-19”, destaca Portelinha.

O especialista reforça que continua sendo muito importante o empenho de todos no compromisso em respeitar as recomendações que Organização Mundial da Saúde, Ministério da Saúde e Secretaria de Estado da Saúde do Governo de São Paulo, no que diz respeito às medidas de prevenção à disseminação do novo coronavírus, respeitando o isolamento e distanciamento social e seguindo as instruções de higiene respiratória.

“Precisamos de todos juntos, seja ficando em casa, seja na linha de frente. Só unidos na mesma causa é que conseguiremos passar por essa Pandemia”.

É possível que um paciente curado seja infectado novamente?

Segundo o infectologista Alexandre Portelinha, há pouquíssimos casos de reinfecção do novo coronavírus ao redor de mundo. "Não há nenhuma comprovação científica de que haja a reinfecção. Nós sabemos que o próprio organismo cria anticorpos para combater o vírus e que eles são eficazes. O que a ciência quer descobrir agora é quanto tempo esses anticorpos ficam no corpo, se é algo duradouro ou se depois de um tempo eles não conseguem mais agir", explica.  

Veja também