Aniversário de Indiana

JOSÉ COSTA

COLUNA - JOSÉ COSTA

Data 17/03/2021
Horário 06:05

A população de Indiana comemora hoje mais um aniversário do município, que completa 73 anos de emancipação político-administrativa, entretanto, a verdadeira data de fundação, segundo relatos de pioneiros, seria de 1.906, quando aqui já havia uma comunidade formada por trabalhadores, principalmente imigrantes italianos, espanhóis e alemães. A cidade deveria estar comemorando na verdade 115 anos.

Ponto estratégico

No início de 1.906 a região se transformaria em ponto estratégico para as comunicações entre os Estados de Mato Grosso e São Paulo. A ferrovia teria seu traçado atravessando toda a alta sorocabana, desde Campos Novos ao Porto Tibiriçá, e Indiana tornou-se um importante ponto de apoio, dando origem aos primeiros movimentos de um povoado. Assim nasceu a cidade, que só ganhou autonomia político-administrativa em 1.948. O primeiro rancho de zinco foi construído em 4 de junho de 1.907, no local da sede da Fazenda Indiana, antiga Fazenda Velha.

Capitão Witacker

O pioneiro, desbravador Francisco Witacker, nos idos de 1.915 instalou-se definitivamente para a colonização de Indiana e a Fazenda Mandaguari, passando a ser a base da Cia. Viação São Paulo Mato Grosso, com a finalidade de controlar a estrada boiadeira. De 1.920 a 1.940, o município experimentou um grande impulso, sendo elevada a Distrito de Paz e incorporada a Presidente Prudente, pelo decreto 6.638 de 31 de agosto de 1.934 e incorporada a Regente Feijó em 28 de janeiro de 1.935.

Elias Salomão

O primeiro prefeito de Indiana foi Elias Salomão, em dois mandatos, de 1.949 a 1.952 e de 1.957 a 1.960. Na sequência, foram prefeitos, Mario Natividades Antunes, Gerônimo Munhoz Gimenes, Américo Poleto, Odair Gimenes, Antonio Poleto, João Floriano Junior, Reginaldo de Oliveira Barbosa, Jose Vladimir Gava, Salvador Roberval Stuani Pereira, Agenor Stuani, Celeide Floriano e o atual, Canarinho Junior.

​Medidas restritivas

A Secretária Municipal de Saúde de Indiana Cristiane dos Santos Pires, nos informou sobre as medidas restritivas tomadas através do decreto nº 31 de 15 de março de 2021. São medidas mais restritivas na fase vermelha do Plano São Paulo, que abrange o município de Indiana. São medidas emergenciais de caráter temporário e excepcional com o objetivo de enfrentar a Covid-19, protegendo a população indianense. Somente desta forma poderemos conter a disseminação da doença, garantindo o funcionamento adequado dos serviços de saúde a bem da população, completou a Secretária.

Prevenção necessária

Com a situação de crescimento do número de pessoas infectadas pelo Covid-19, existe a necessidade do emprego de medidas restritivas mais eficazes na contenção de riscos, danos e agravos à saúde pública. Assim, estão proibidos os serviços do comercio de materiais de construção varejista, a não ser no sistema delivery, ou seja, de entrega em domicílio. Estão proibidos, realização de cultos, missas e demais atividades religiosas, eventos esportivos de qualquer espécie além da obrigatoriedade do uso de máscaras. Até ontem eram 516 casos de covid em Indiana, com 06 óbitos e 01 pessoa internada.

​Martinópolis contra covid-19

O município de Martinópolis com 963 casos confirmados e 136 mortes, vem combatendo a doença de todas as formas através das medidas restritivas previstas nas orientações do sistema de saúde. O comércio continua fechado, a fiscalização atuante para manter o distanciamento, e proibir aglomerações para evitar qualquer possibilidade de contaminação. O Poder Público, por meio da defesa civil continua o trabalho de desinfecção, principalmente em locais onde haja maior circulação de pessoas. O trabalho de desinfecção de locais públicos é realizado com a utilização de um carro pipa.

​Antes e depois

A pandemia pegou a todos os brasileiros de surpresa, aliás uma surpresa amarga, que jamais vamos esquecer. Infelizmente a história apresentará o registro desse período como sombrio, e constará como um fato macabro, tal como foi a revolta da vacina, cuja doença era a varíola, ou a febre amarela e outras doenças terríveis que assolaram nosso país. A nação não estava preparada, e a ciência não foi levada a sério, e como consequência milhares de brasileiros perderam a vida. Resumindo, já estamos nos referindo a esse acontecimento como: o Antes e o Depois da Pandemia.

Uruguai humaniza brasileiros

​Aplausos ao país vizinho Uruguai, que iniciou sua vacinação contra o covid-19, para as pessoas na faixa etária de 50 a 70 anos, incluindo brasileiros da fronteira, que também estão sendo imunizados sem discriminação, sejam com dupla nacionalidade ou não. Aliás, para quem não sabe, o Uruguai já pertenceu ao Brasil, com o nome de Cisplatina. Sua independência ocorreu ainda durante o império.

EM TEMPO
​Se você pode ir até o profundo do abismo, também poderá chegar ao topo da montanha!

 

 

Veja também