Artista prudentina retrata reflexos da alma

Exposição de Beth Trombeta apresenta 12 quadros em óleo sobre tela, que resgatam paixões da pintora, como animais, plantas e a dança; mostra pode ser conferida até o dia 30

VARIEDADES - ROBERTO KAWASAKI

Data 11/03/2020
Horário 07:08
Cedida - Beth conta que sempre deixa algumas horas do dia para se dedicar à pintura de óleo sobre tela Foto: Cedida - Beth conta que sempre deixa algumas horas do dia para se dedicar à pintura de óleo sobre tela

Está em exposição na Passarela das Artes da Apea (Associação Prudentina de Esportes Atléticos), a mostra “De cores em cores... os reflexos da alma”, da artista prudentina Beth Trombeta. Os quadros que resgatam suas paixões, como animais, plantas e os movimentos da dança, seguem para apreciação do público até o dia 30 de março, oportunidade para quem deseja conhecer mais a fundo a intimidade da artista autodidata que pegou o gosto pela arte ainda criança, empolgada pelo talento de um tio.

“O irmão da minha mãe foi a inspiração para que eu seguisse pintando”, afirma Beth. E foi na adolescência que, na companhia do tio, pintou um quadro pela primeira vez, atividade que seguiu como forma de demonstrar suas paixões. Nascida em São Carlos (SP), com o passar dos anos formou-se em Letras e Pedagogia, exerceu os cargos de professora de educação básica 2 e coordenadora pedagógica. Hoje, aposentada, dá continuidade à arte de pintar, onde busca aperfeiçoamento no talento. “Devagarinho, devagarinho foi crescendo”, afirma.

Beth conta que sempre deixa algumas horas do dia para se dedicar à pintura de óleo sobre tela. Quando recebe encomendas de quadros, chega a ficar até 8 horas em pé – posição que considera confortável enquanto trabalha. Em outros momentos, frequenta o Atelier de Nilza Fumagalli, onde se encontra com outros artistas para trocar ideias e, claro, aprender novas técnicas que ela considera “atualizadas”. “A pintura de óleo sobre tela me encanta, dá satisfação, prazer, preenchimento”, lembra. “É uma atividade lúdica que gratifica muito”.

FLORES, BICHOS

E A DANÇA

Para a expor a mostra “De cores em cores... os reflexos da alma”, Beth conta que recebeu o convite do curador Eri Santo e selecionou 12 quadros com desenhos de flores, bichos e aquela que considera seu “forte”: a dança. “Tenho quadros de tango, casal dançando, movimentos das pernas e do corpo que representam mais ou menos o dançar”, conta. A explicação da paixão pela dança é porque a artista também é dançarina.

“Sou uma pessoa que a pintura reflete na minha alma, no estado de ser do momento. Às vezes trago harmonias de cores mais suaves, ou obras mais coloridas com vermelho, verde, azul, branco e muita luz”, explica.

SERVIÇO

A exposição segue até o dia 30 de março na Passarela das Artes da Apea. O endereço é Avenida Coronel José Soares Marcondes, 601. O horário para visitas é de segunda a sexta-feira das 9h às 22h, e aos sábados e domingos das 9h às 19h.

Foto: Cedida

Para a mostra, foram selecionados 12 quadros, todos com desenhos de flores, bichos e a dança

Veja também