Publicidade

AVANÇO DA DENGUE

REGIÃO - GRAZIELA FERNANDES

Data 02/02/2020
Horário 03:55

Os crescentes casos de dengue assustam toda a região oeste paulista. Pirapozinho conta com uma morte suspeita por dengue hemorrágica e a pergunta que fica é: quantos mais precisarão morrer para que a sociedade assuma o protagonismo na luta contra o mosquito Aedes aegypti? A limpeza começa em nossos quintais. Na última semana, a coluna apresentou a iniciativa do Executivo de Sandovalina que disponibiliza caçambas para recolher entulhos e outros materiais que possam acumular água e servir também de criadouro do mosquito, mas não basta somente o poder público, todos nós precisamos entrar nesta guerra para conter a escalada dos casos de arboviroses na região.

LIXO DENTRO DOS BUEIROS

Não é a primeira vez que flagramos moradores varrendo as suas calçadas e empurrando, literalmente, o lixo até bueiros próximos. Ocorre na Rua Penha Barbosa Castro, no centro de Pirapozinho, com frequência e, recentemente, flagramos a mesma situação num bueiro recém-instalado na Rua Petronilho Azevedo de Brito, no Parque Alvorada. O aumento das chuvas torna ambas as ruas um caos por sua geografia: o volume de água que desce nas vias durante temporais é intenso e, este escoamento depende da capacidade dos bueiros em escoar as águas das ruas. Isso pode se tornar um problema com o entupimento de bueiros, e o descarte irregular de lixo, como esse que flagramos, pode contribuir com o agravamento da situação, como um transbordamento, por exemplo. Falta consciência coletiva dos moradores.

POR FALAR EM CONSCIÊNCIA

Estamos em ano eleitoral, e em algumas cidades já há burburinhos de quem serão os possíveis candidatos a prefeito e vereadores. O que chama a atenção nas redes sociais são os eleitores buscando candidatos como o prefeito de Colatina no Espírito Santo. Mas não adianta ter prefeito como o de Colatina, Sérgio Meneguelli, se o eleitor já ficar de olho nos candidatos em busca de favorecimento pessoal. Ainda é prática na região a troca de votos por botijão de gás, cesta básica, combustível. Recentemente, um morador de Rosana esbravejou contra a administração municipal, o motivo: o Executivo não cedeu caminhão da Prefeitura para fazer sua mudança. Usar a máquina pública para fins particulares é contra a lei e pode ser configurado como improbidade administrativa. A partir da próxima semana, você poderá acompanhar na nossa coluna, informações sobre eleições na região, e começaremos abordando juntamente sobre o que é Poder Executivo municipal, por quem é composto e suas atribuições.

POR FALAR EM USAR A MÁQUINA PÚBLICA

A Prefeitura da cidade abriu sindicância para apurar o uso de um veículo da frota municipal que, supostamente, transportaria bebida alcoólica. As imagens divulgadas nas redes sociais mostraram um veículo oficial da Coordenadoria de Saúde com engradados de bebidas. Por meio de nota à imprensa, a Prefeitura esclareceu que apurará os fatos e que os veículos da frota municipal só podem ser utilizados para atender interesse da população da cidade. Que assim seja!

ATERRO SANITÁRIO

As obras de construção do aterro sanitário do CIPP (Consórcio Intermunicipal do Pontal do Paranapanema), que abrange Pirapozinho, Sandovalina e Narandiba, está em fase final de construção. Quando em operação, receberá de forma correta e ecológica todo o lixo produzido pelas cidades participantes.

Veja também