Café da Pecuária & Agronegócio

João Menezes de Souza Neto

COLUNA - João Menezes de Souza Neto

Data 27/12/2020
Horário 06:44

GTEPS – Café da Pecuária: Desejamos a todos um feliz 2021, fértil em saúde, precoce na chegada de alegrias e gordo de realizações!

Pecuária 222: Importante termos nesse sistema programa nutricional adequado para que os animais tenham crescimento contínuo desde o nascimento até o abate ou 1ª parição. Exploramos ao máximo o potencial das pastagens e usamos suplementação para melhorar o desempenho animal. Uma primeira estratégia é a suplementação de bezerros ainda no aleitamento, creep feeding. Essa tecnologia disponibiliza cochos com suplemento onde somente os bezerros têm acesso e essa melhora da dieta proporciona desmame de bezerros (as) mais pesados (as).

E os preços? SP - R$ 270 (AgroBrazil - 22/12). Média Cepea (22/12) - R$ 262,80. B3: Dez-R$ 260,75 e Jan-R$ 263,55. Boi casado (atacado) – R$ 16,10/kg (AgroBrazil - 22/12). Bezerro (Cepea - 22/12) – R$ 2.475,17. Milho – R$ 70,11 e Soja – R$ 146,86 (Assis – Grão Direto - 22/12). Uma @ de boi compra 3,85 sacos de milho e 1,84 de soja.

Núcleo de Criadores de Presidente Prudente e Região: O Núcleo se reuniu para fazer um balanço da Expo Prudente Live e definir prioridades para o ano de 2021. Muitas novidades como site, palestras, encontros e uma movimentada 58ª Expo Prudente que, no próximo ano será presencial, com muitos negócios e atrações, além da transmissão online dos eventos.

Recomposição dos preços e recuperação de margens: Em 2020 os preços permitiram que os produtores recebessem preços mais justos e pudessem retomar os investimentos e melhorias na atividade produtiva. Segundo o IEA (iea.sp.gov.br), os preços dos produtos vegetais subiram de 11, 91% (cana) a 123,04% (arroz) entre novembro de 2019 e o mesmo mês deste ano. Os produtos animais também melhoraram entre 25,64% para os ovos e 71,41% para a carne suína. Carne bovina e leite subiram respectivamente 51,07% e 46,08%.

A culpa não é do governo! Os preços mundiais dos alimentos aumentaram nos últimos meses, com a FAO relatando um aumento de + 6,5% em seu índice de alimentos nos 12 meses até novembro. Este foi o maior aumento mensal desde julho de 2012. Os preços dos cereais foram quase 20% mais altos do que há um ano, devido a uma combinação de colheitas ruins e elevação dos estoques por causa da pandemia.

Consumo pós-pandemia: Para 2021, de acordo com a previsão do USDA, o consumo de carne bovina mundial deve se recuperar e alcançar o maior valor histórico, a 59,95 milhões de toneladas em equivalente carcaça. O Brasil foi um dos países mais afetados pela Covid-19 no consumo doméstico de carne bovina, mas a demanda deve se recuperar em 2021 (agrolink.com.br).
 

Veja também