Café da Pecuária & Agronegócio

João Menezes de Souza Neto

COLUNA - João Menezes de Souza Neto

Data 20/11/2021
Horário 07:00

GTEPS – Chá da Pecuária: Segunda-feira, dia 22 de novembro, teremos o Chá da Pecuária, presencial, no anfiteatro da Sicredi Regional. Com transmissão ao vivo nos canais no YouTube e Facebook, o tema será"Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) no Oeste Paulista", com a engenheira agrônoma, Andreza Cruz, da Sementes da Soesp (Sementes Oeste Paulista).

Pecuária 222: A adubação orgânica de pastagens é uma estratégia de melhoria da fertilidade do solo que além de eficiente é completa, com macro e micronutrientes e matéria orgânica. Ela tem se tornado cada vez mais econômica com a maior oferta de adubos orgânicos e compostos, além da escassez e elevação dos preços dos adubos convencionais. Tudo dependerá do preço e composição do produto disponível, sendo recomendável a análise dos nutrientes do produto.

E os preços? SP - R$ 310 – 320 / @ (AgroBrazil – 18/11). Média Cepea (18/11) - R$ 313. B3 (18/11): Nov./21. – R$ 314; Out/22 - R$ 329,15; Bezerro – R$ 2.879,14 (Cepea – 18/11). Boi casado (atacado) – R$ 19,60/kg (AgroBrazil–18/11). Contrafilé – R$ 48,90 (sitemercado.com.br – Supermercado Nagai–18/11). Leite - R$ 2,36 (Cepea –Out./21). Milho – R$ 82,11 e Soja – R$ 159,87 (Assis – Grão Direto –18/11). Um boi (16,5 @) compra 1,8 bezerros e uma @ de boi compra 3,8 sacos de milho e 2,0 de soja.

Mandioca! De acordo o Cepea, da Esalq/USP, em outubro, o consumo de fécula de mandioca caiu 57% frente ao mês anterior e no acumulado do ano, 2,2%. Já no front externo, os embarques de fécula de mandioca e dos amidos vêm sendo impulsionados pela demanda externa aquecida e pelo dólar elevado. (https://cepea.esalq.usp.br/).

Gestão das pequenas propriedades rurais! A Cati/CDRS - SAA disponibilizou para consulta e download trabalho de pesquisa, que analisa o Perfil da Gestão das Propriedades Rurais de Pequeno Porte no Estado de São Paulo, no endereço: https://www.cdrs.sp.gov.br/portal/produtos-e-servicos/publicacoes/documentos-tecnicos.

Etanol de milho! Representando 8% da produção de etanol, o de milho “veio para ficar”, na visão de Tereza Cristina, ministra da Agricultura. “A complementariedade do etanol de milho é excelente para a agropecuária brasileira, porque produz o etanol, o DDG para uso em confinamento bovino e a biomassa para geração de energia” (agrosaber.com.br).

Aproveitamento! Você sabia que cerca de 86% do que o gado come são plantas que não são comestíveis para os humanos e que, de outra forma, iriam para o lixo? Seu sistema digestivo de ruminantes transforma essas plantas em proteínas de alta qualidade para os consumidores desfrutarem (twitter@cattleTalles).

 

Veja também