Camisa 24

Sandro Villar

O Espadachim, um cronista a favor do caracol e do caracal

CRÔNICA - Sandro Villar

Data 06/07/2021
Horário 07:15

Por puro preconceito e machismo, nenhum time de futebol brasileiro usa a camisa 24. "Isso é coisa de viado", ironizam os machistas de norte a sul e de leste a oeste. Ao que se saiba, nunca nenhum jogador entrou em campo com a camisa 24, número que representa o veado no jogo do bicho.
Se algum jogador mais ousado, autorizado pelo seu clube, atuar com a camisa 24 será achincalhado pela torcida aos gritos de "bicha, bicha!". Bobagem! A CBF já recebeu sugestão para adotar a camisa 24 nos uniformes dos clubes, como ocorre na Europa.
Se o número 24 é malvisto pelos motivos que todos conhecem, imaginem o 69. Cartolas mais conservadores poderão alegar que é um número "alto" para o futebol, o que para o basquete não é. 
Nada a ver com número alto. O motivo é que o 69 tem conotação sexual. Simples assim. Ou não? Imaginem também a adoção do número 666. Vixe! Cruz credo! Coisa do coiso. Acho que é uma centena descartada nas camisas dos atletas de todas as modalidades esportivas.
Por falar no número 24, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, soltou a franga, quer dizer, soltou o tucano, logo ele que é um tucano de alta plumagem que pode ser candidato a presidente.
Em entrevista ao Pedro Bial, o governador disse que é gay. No caso dele, gayucho. Seu namorado é um médico pediatra capixaba. Ninguém tem nada com isso, mas que tem gaúcho inconformado lá isso tem. Basta conferir o que saiu nas redes sociais no fim de semana.
Existem pessoas. Existem seres humanos. É isso que interessa. A sexualidade de quem quer que seja, anônimo ou famoso, não deveria ser motivo de fofoca ou causar polêmica. Se um candidato gay tem um bom programa de governo ele merece ser eleito. 
Não parece ser o caso do governador gaúcho, um pouco reacionário pro meu gosto. Não está nem aí com o povão. Depois da  declaração polêmica, confirmando sua homossexualidade, Eduardo Leite deu entrevista e, para ser sincero, falou um monte de besteiras. 
Como bom tucano, atacou o PT alegando que o partido contribuiu para aumentar o desemprego, o que é uma deslavada mentira, pois havia pleno emprego nos governos petistas. No mais, abaixo a homofobia e estamos conversados.

DROPS

O Sol nasce para todos, justos e injustos.

Quem com ferro fere com ferro assa churrasco.

Casamento: o que Deus uniu a síndrome das pernas inquietas não separe.

Rir é o melhor remédio. O problema é que não está à venda nas farmácias.

Veja também