Publicidade

CAMPANHA DE VACINAÇÃO

REGIÃO - GRAZIELA FERNANDES

Data 16/02/2020
Horário 03:19

Ontem, foi realizado o “Dia D” de mobilização em todo o Brasil pela vacinação de crianças e jovens contra o sarampo. A baixa cobertura vacinal no país acendeu sinal de alerta para o risco do avanço de doenças como o sarampo que, em 2019, matou 14 pessoas só no Estado de São Paulo. Ainda em 2019, o Estado registrou 16.075 casos da doença, e, neste ano, já soma 1.352 casos. A campanha integra o Movimento Vacina Brasil, do Ministério da Saúde, que tem o objetivo de ampliar a cobertura vacinal desta faixa etária, tão vulnerável à doença e que não havia sido convocada para esta mobilização. É importante que, se você não levou seu filho com idades entre 5 a 19 anos para vacinação, terá ainda tempo para garantir que estejam imunizados contra esta grave doença.

OS RISCOS

Segundo o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o sarampo é um vírus de alta transmissibilidade, podendo uma pessoa com a doença contaminar mais 18 indivíduos, e também muito letal, principalmente em crianças. “Por isso, os responsáveis devem ficar atentos e levar suas crianças para vacinar. Também, nesse momento, os gestores estaduais e municipais de saúde devem unir forças para deixar o Brasil novamente livre da circulação do sarampo”, destacou.

GRATUIDADE

Façamos nossa parte, afinal o SUS (Sistema Único de Saúde) oferta gratuitamente duas vacinas que protegem contra o sarampo: a tetraviral, que protege, além do sarampo, contra a rubéola, caxumba e varicela, e é administrada aos 15 meses; e a tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba), também aos 15 meses.

CONSCIENTIZAÇÃO NA ESCOLA

Falando em risco à saúde, as imagens de uma brincadeira de mau gosto, o chamado “quebra-crânio”, foi destaque na mídia e nas redes sociais. Em Pirapozinho, orientadores educacionais da Escola Jean Piaget promoveram uma atividade de conscientização com alunos do ensino fundamental. Uma iniciativa muito importante, para reflexão dos jovens sobre empatia, afinal, esta é uma situação que vai além do bullying, é uma agressão física. A coluna parabeniza a unidade escolar pela iniciativa, o despertar da cidadania passa justamente pelo respeito, pais e educadores têm papel fundamental nesse processo.

ALERTA

O pedido da Sociedade Brasileira de Neurologia é para redobrar a atenção com crianças e adolescentes. "Esta queda pode provocar lesões irreversíveis ao crânio encéfalo, além de danos à coluna vertebral. Como resultado, a vítima pode ter seu desempenho cognitivo afetado, fraturar diversas vértebras, ter prejuízo aos movimentos do corpo e, em casos mais graves, ir a óbito", destacou em nota. Fica o alerta.

CASAS POPULARES

Sandovalina é uma das cidades da região que receberão unidades habitacionais da CDHU (Companhia Desenvolvimento Habitacional e Urbano). Serão 109 casas populares e a seleção dos beneficiados será feita por sorteios públicos classificatórios. Somente pode se candidatar quem mora ou trabalha na cidade que receberá o empreendimento, não pode ser beneficiário de nenhum outro programa habitacional, ter restrição de crédito para obter o financiamento, ou seja, tem que ter nome limpo, não possuir pendências na Receita Federal. Os imóveis atenderão famílias com renda entre 1,5 e 5 salários mínimos.

INFRAESTRUTURA

O que chama a atenção sempre são as áreas destinadas para a construção destas habitações populares, distantes de escolas, creches, unidades de saúde, e a demora para instalação destes dispositivos nestes conjuntos habitacionais. Situação complexa e que merece atenção de autoridades para que possamos construir não só as unidades habitacionais, mas todos os dispositivos necessários para atendimento à demanda desta população quando as famílias começarem a ocupar seus imóveis. Até a próxima edição.

Veja também