Chuva acima do esperado deixa danos em Prudente

Pluviômetros da Estação Meteorológica da Unoeste acumularam 50 milímetros; intempéries inundaram residências, clubes e o Parque do Povo

PRUDENTE - WEVERSON NASCIMENTO

Data 05/12/2020
Horário 13:02
Foto: Roberto Mancuzo
Árvores caíram e carros foram arrastados pela força da chuva
Árvores caíram e carros foram arrastados pela força da chuva

Hoje foi dia de colocar em ordem e avaliar os danos causados pela forte chuva de verão ou chuva convectiva, que pegou muita gente de surpresa em Presidente Prudente nesta sexta-feira. No município, os pluviômetros da Estação Meteorológica “Professor Vagner Camarini Alves”, da Unoeste (Universidade do Oeste Paulista), registraram 50 milímetros nesta sexta, acima do esperado. O acumulado no mês de dezembro, segundo a estação, está em 100 milímetros, 50% do esperando para o mês.

A reportagem teve acesso a fotos e vídeos que mostram como a força da natureza não estava de brincadeira. No município, a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros registraram as seguintes ocorrências nesta sexta:

– Avenida Washington Luiz, 1841, carros submersos e arrastados pela chuva. No local, abriu um buraco de profundidade considerável no canteiro central;

– No cruzamento da Rua Nestor Seabra com a Avenida Washington Luiz, poste com risco de queda;

– Rua Bernardino de Sena Filho, 144, Parque Alvorada – queda de muro e alagamento de residência;

– Rua Manoel Sóstenes Gomes, 64, Vila Jesus – queda de árvore na via;

– Rua Marechal Floriano Peixoto, 804, Vila Marcondes – rua alagada com prejuízos no trânsito. No local, os veículos retornaram pela contramão. Ainda na extensão da rua um salão ficou alagado causando prejuízos para uma empresa distribuidora;

– Cruzamento da rua Hygino Langhi com a Armando Sales de Oliveira ficou alagado e causou prejuízos no trânsito;

– Rua Gastão Vidigal, 40, Parque Furquim – residência alagada e no número 65 da mesma rua queda de muro;

– Queda de árvore na Avenida Comendador Hiroshi Yoshio.

Neste sábado, segundo o coordenador de Proteção e Defesa Civil Renato Gouvea, o órgão municipal atuou em vistoriais, ajuda humanitária e auxílio à população.

Tênis clube

Conforme noticiado por este diário, o TCPP (Tênis Clube de Presidente Prudente) também enfrentou dificuldades, tendo de lidar com alagamento na entrada do prédio, e em frente, na Avenida Washington Luiz. Nesta sexta-feira, o clube anunciou a suspenção do atendimento aos associados devido às fortes chuvas. “Estaremos em um mutirão de limpeza nos espaços para tentarmos atender a partir de domingo. Contamos com a compreensão de todos! Vamos trabalhar duro para restabelecer o quanto antes nosso querido clube. As piscinas não estarão em funcionamento”, disse o comunicado.

De acordo com o gerente de operações do TCPP, Fábio Renato Sales, a chuva causou alguns transtornos no local. “A água trouxe muito lixo para as proximidades do clube e acabou entupindo as bocas-de-lobo que escoam na avenida. Como o Tênis fica em uma parte baixa, ela acabou invadindo todo o espaço”, explica. “Desde ontem [sexta-feira] estamos trabalhando para fazer a remoção dos entulhos e por isso o clube estará fechado para a limpeza. Tudo isso para que possamos atender a partir de domingo [hoje]. No entanto, tudo vai depender de uma avaliação que será feita após a limpeza”, complementa.

As piscinas seguem sem funcionamento, segundo o gerente de operações, pois o trabalho de limpeza requer um tratamento químico e este demanda tempo. 

Danos na região

A reportagem teve acesso ao relatório do Centro de Operações do Corpo de Bombeiros a qual consta os municípios mais afetados pelas intempéries. Em Dracena, na nova alta paulista, há o registro de seis edificações e quatro carros inundados, além do desmoronamento de barranco. Em Presidente Epitácio, o órgão registrou a queda de três árvores em vias e uma em residência.

SAIBA MAIS

Amanhã, a previsão, segundo a meteorologista da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, Michelle Harumi Nakamine, é de novas pancadas de chuva (16mm), temperatura que varia entre 20°C e 29°C, umidade relativa do ar em 50%, e ventos de até 10km/h.

O climatologista Vagner Camarini acrescenta que há previsão de chuva até 2ª feira, mas em menor volume.


Defesa registou a queda de muro no Parque Alvorada

 

Veja também