Com missa de Ramos, católicos dão início à Semana Santa

Momentos marcantes são rememorados nestes dias como a Entrada Triunfal do Senhor em Jerusalém, a instituição da Eucaristia, a Paixão, Morte e a Ressurreição do Filho de Deus

VARIEDADES - OSLAINE SILVA

Data 09/04/2017
Horário 16:34
 

Hoje, com o Domingo de Ramos, inicia-se a Semana Santa! Dias em que fieis católicos apostólicos romanos celebram os últimos dias de Cristo Jesus na Terra. De hoje ao próximo domingo momentos marcantes são rememorados pela humanidade como a Entrada Triunfal do Senhor em Jerusalém, o Tríduo Pascal com a celebração do "Lava-pés", a instituição da Eucaristia, a Paixão, Morte e a Ressurreição do Filho de Deus! Todas as paróquias prepararam suas programações para estes dias. Algumas estarão no box desta matéria. Amanhã, todas as igrejas se unem na Via Sacra que será realizada na Morada de Deus, no Campus III da Unoeste (Universidade do Oeste Paulista). Na quarta, mais uma vez todas as comunidades se juntam, desta vez na Catedral São Sebastião para a Missa dos Santos Óleos, às 20h.

Jornal O Imparcial
Fieis relembram Jesus Cristo adentrando Jerusalém os acolhendo com ramos de Oliveira

O sacerdote da Paróquia Nossa Senhora do Carmo, Rodrigo Gomes de Moreno, explica que o Domingo de Ramos relembra o momento em que Jesus adentrou na cidade de Jerusalém e as pessoas o acolheram com palmas, ramos de oliveira, louvando a sua entrada, a mesma forma como se faziam com os reis.

"As pessoas estavam agradecendo por sua chegada, seus milagres e cantavam gritando ‘Hosana’, que quer dizer: ‘Vivas ao Rei’. Ao descendente de Davi que para eles foi o melhor rei existente no reino de Israel. Eles acreditavam que Jesus era o sucessor de Davi. Aquele que novamente estaria do lado do povo, que conduziria para o bem a história do povo de Israel. E iniciando a Semana Santa, a primeira parte da missa é realizada a bênção dos ramos seguida de uma procissão rememorando a entrada de Jesus em Jerusalém", explica padre Rodrigo.

 

Celebrações especiais

Na Segunda-feira Santa, a liturgia das celebrações traz nos textos bíblicos que antecedem os últimos momentos de Jesus entre os seus discípulos antes da última ceia. A meditação sobre o encontro de Maria com Jesus para caminho do calvário é a temática da terça-feira Santa, na paróquia. Conforme o sacerdote, às 20h da quarta-feira, na Catedral São Sebastião ocorre a celebração que é chamada de Missa da Unidade onde o bispo diocesano se reúne com todos os outros padres e ali renova as promessas do sacerdote. "Esta é a mesma missa em que ele dá a bênção dos óleos santos do Batismo, do Crisma e da Unção dos Enfermos, que serão utilizados através das celebrações citadas, ao longo do ano".

Na quinta-feira Santa, padre Rodrigo diz que esta é de fato a missa da ceia onde Jesus se reúne com os 12 apóstolos, naquele último momento antes dele ser traído por Judas e aprisionado pelos soldados. "Então nesta ceia Jesus traz o mandamento maior, do amor, onde ele ensina a humildade, lavando os pés de seus apóstolos e ali se institui a Eucaristia. Por isso rememoramos também este fato trazendo para o presente este mandamento maior que é o amor de Jesus que disse que jamais deixaria a humanidade órfã. Mas, que estaria presente todos os dias através do pão consagrado. Por isso é a instituição da Eucaristia e o ensino de nos fazermos servidores, humildes lavando uns os pés dos outros!", exclama o religioso.

 

Sexta da Paixão?

O evangelizador de homens, salienta que este é o dia fatídico. O dia da Paixão. O dia de Jesus expirar, morrer! É um dia de silêncio absoluto, de profunda reflexão, dia este em que as igrejas no mundo inteiro não celebram missa alguma. "O que se faz são leituras e adoração da cruz com a imagem de Jesus morto onde as pessoas vão beijá-la. É um momento fúnebre. Como se fosse um velório em que nos aproximamos da figura do falecido. Então Jesus ali, morto, é adorado por todos os fiéis. Celebramos a paixão, comungamos das hóstias consagradas um dia antes", denota o padre.

 

Sábado de Aleluia!

"É quando celebramos a Vigília Pascal, o momento de espera em que todos têm a expectativa de vencer a escuridão da morte. Por isso celebramos a luz. Iniciamos nossas celebrações do lado de fora da igreja, onde as pessoas acendem uma vela representando a luz que devemos ter e ser na sociedade e, vamos iluminando os espaços lembrando que a luz Divina novamente brilha. E assim proclamamos a Páscoa, a Ressurreição. Na noite da Vigília traremos novamente vida às comunidades, entoamos cânticos de louvor, cântico do Glória, colocamos flores novamente na igreja, descobrimos as imagens dos santos que no período da quaresma ficam todas cobertas. É um momento de alegria!", exclama padre Rodrigo.

 

Domingo de Páscoa

O sacerdote destaca que o Domingo de Páscoa, comemoração mais importante do cristianismo, é o dia da ressureição do Nosso Senhor. Embora já tenhamos proclamado na noite de sábado, agora nos reunimos para celebrar e glorificar vida nova, não mais como os judeus celebravam, no sentido de passagem do Mar Vermelho, de libertação do Egito. Mas agora, no sentido de libertação da morte para a vida. Por isso todos se reúnem para agradecer por sua vida na vida de Jesus Cristo que ressuscita.

"É neste profundo espírito de oração que caminhando ao lado de Cristo, sofrendo com ele, sendo acolhido com ele em Jerusalém, mas lembrando que o mesmo povo que caminha com ele, que o acolhe é que grita ‘crucifica-o’, ‘mate-o’! Muitas vezes nos deparamos com esses sentimentos de pessoas que traem o amor verdadeiro de Deus, que quebram o sentido da aliança com Deus. Então o sentido da celebração da Semana Santa é estarmos juntos com os últimos acontecimentos de Jesus sobre essa terra", aconselha.

 

 

MISSAS

 

Santuário Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face - Jardim Maracanã

Domingo de Ramos - às 8h; 11h e às 19h30

2ª feira – às 7h15

3ª feira - 7h15 e às 20h15 com Procissão do Encontro

4ª feira – 7h15 seguida de Via Sacra no entorno da igreja às 19h30

5ªfeira – às 19h30 seguida de vigília

Sexta da Paixão - vigília das 6h às 18h e ato litúrgico às 18h

Sábado de Aleluia – Vigília Pascal Sábado Santo às 19h30

Domingo de Páscoa - às 11h com batizados e às 19h30

 

Paróquia Nossa Senhora da Mãe da Igreja - Jardim Cinquentenário

Domingo de Ramos - às 8h; 10h e às 19h

2ª feira – às 6h30 missa e caminhada penitencial e 19h30 missa e via sacra

3ª feira - às 6h30 missa e caminhada penitencial e 19h30 missa e via sacra

4ª feira – às 6h30 missa e caminhada penitencial e 19h30 celebração pelas famílias e vocações sacerdotais e via sacra

5ª feira – às 19h30 seguida de vigília até às 15h do dia seguinte

Sexta da Paixão – 15h celebração de adoração a cruz e às 18h saindo da matriz procissão com o Senhor Morto e logo após teatro no salão paroquial: " A Paixão de Cristo"

Sábado de Aleluia – às 19h30 vigília Pascal, Bênção do Fogo e da Água Renovação das Promessas Batismais

Domingo de Páscoa - às 8h; 10h; 11h com batizados e às 19h

 

Catedral São Sebastião

Domingo de Ramos - às 8h procissão e bênção dos ramos e às 10h bênção dos ramos das crianças; às 17h e às 19h

3ª feira – 19h30 Preparação Comunitária para a Páscoa

4ª feira – às 20h Missa da Unidade, bênção dos Santos Óleos e Renovação das Promessas Sacerdotais

5ª feira – às 19h30 missa de Lava Pés, instituição da Eucaristia e do Sacerdócio. Após a missa, exposição do Santíssimo Sacramento para adoração até a meia-noite

Sexta da Paixão – Confissões na parte da manhã (dia de jejum e abstinência de carne); às 15h celebração da Paixão do Senhor e às 18h30 Procissão do Senhor Morto

Sábado de Aleluia – 19h30 Celebração Solene da Vigília Pascal, bênção do fogo. Círio Pascal, Proclamação da Páscoa, bênção da água, renovação do batismo

Domingo de Páscoa – Missas às 8h; 10; 17h e às 19h

 

Paróquia Nossa Senhora do Carmo - Vila Maristela

Domingo de Ramos - às 8h, na comunidade São Brás; ás 8h30 na comunidade São Padre Pio; às 9h na comunidade São Luís Gonzaga e na Matriz às 10h (Missa com as Crianças), 17h30 e 19h30.

2ª feira – as 7h15 e às 19h30, Rito Penitencial. Na comunidade São Brás, será realizada a Via-Sacra pelas ruas do Parque Alexandrina. Já nas comunidades São Padre Pio e São Luís Gonzaga estarão acontecendo às 19h o Terço das mulheres com a meditação das sete dores de Nossa Senhora, e as 20h o Terço dos homens com a reflexão das sete palavras de Jesus na Cruz.

3ª feira - às 7h15 e às 19h30 "Procissão do Encontro" entre as imagens de Nossa Senhora das Dores e Nosso Senhor dos Passos. Na comunidade São Luís Gonzaga, estará acontecendo a "Via-Sacra" pelas ruas do Parque Primavera. Já no Parque Furquim, na capela Padre Pio ocorrerá às 20h, o Grupo de Oração Especial. Por fim, na comunidade São Brás, terá às 19h, o Terço das mulheres com a meditação das sete dores de Nossa Senhora, e às 20h o Terço dos homens com a reflexão das sete palavras de Jesus na Cruz.

4ª feira – às 20h, acontecerá o Grupo de Oração especial da Semana Santa na paróquia e nas comunidades São Brás e São Luís Gonzaga. Enfim, na capela São Padre Pio acontecerá a Via Sacra, às 20h.

5ª feira – às 19h30, na paróquia; já na São Padre Pio, São Luís Gonzaga e São Brás será às 20h. Após vigília ao Santíssimo

Sexta da Paixão - veneração da santa cruz com celebração às 15h na São Padre Pio, São Luís Gonzaga e São Brás. Já na Paróquia Nossa Senhora do Carmo, a cerimônia acontecerá às 18h, e às 20h, haverá a Encenação da Paixão de Cristo, na praça da igreja

Sábado de Aleluia – liturgia às 19h30 na paróquia e nas comunidades São Padre Pio, São Luís Gonzaga e São Brás, a missa será às 20h.

Domingo de Páscoa - Na comunidade São Brás, "Missa da Alvorada" celebrando o Ressuscitado, às 5h, e logo após, o café da manhã comunitário. Na comunidade São Padre Pio, será realizada a Missa com os Batizados, às 8h30. Na comunidade São Luís Gonzaga, a Missa será às 9h. E encerrando na Matriz, haverá Missa com as Crianças de Páscoa às 10h30, às 17h30 e 19h30.

 

Veja também