Com parceria da PM, movimento encerra ciclo

PRUDENTE - ANDRÉ ESTEVES

Data 01/12/2016
Horário 07:05
 

A coordenadoria do movimento de mobilização social #SejaGentil promoveu, na manhã de ontem, na sede do 18º BPM/I (Batalhão de Polícia Militar do Interior), um encontro que marcou o encerramento de mais um ciclo de atividades e a oficialização de uma parceria com os agentes da PM. De acordo com a coordenadora da ação, Paulina Paulino, o objetivo é unir esforços para a melhoria da estrutura social por meio do Sistema Órion, modelo pioneiro no país que visa encaminhar ocorrências que não competem ao serviço da Polícia Militar para outros órgãos da esfera pública.

Jornal O Imparcial Encontro ocorreu na sede do 18º BPM/I, na manhã de ontem

"Nosso movimento quer ajudar o poder público a fazer o dever de casa. Para isso, estamos preparando um material didático que será lançado em janeiro e propõe a capacitação das pessoas que trabalham na rede de atenção de 21 municípios da região. Com este material, elas vão ser orientadas sobre como recepcionar demandas encaminhadas pela PM e como disponibilizar os serviços a fim de evitar os embargos sociais", expõe.

De acordo com o 1º tenente da Polícia Militar, coronel Sílvio César Silva de Almeida Saraiva, o Sistema Órion já está em atividade há um ano, acumula 260 ocorrências de cunho social atendidas e envio de informações a 230 unidades parceiras, e possibilita que casos fora da jurisdição da PM tenham um destino. "Desordens sociais e físicas são exemplos de ocorrências que afetam a sociedade, mas não são de responsabilidade dos agentes policiais. Desta forma, quando esse tipo de caso é acionado, ele é lançado para o sistema e os órgãos parceiros têm conhecimento e tomam parte conforme sua esfera", explica. Para esclarecer melhor como funciona o sistema, o coronel cita como exemplo um caso de conflito doméstico. "Muitas vezes, ainda não aconteceu o crime, mas existe potencial para tal. Portanto, atuamos para que unidades competentes, como Secretaria de Assistência Social e Conselho Tutelar, sejam notificadas", denota.

O representante militar enfatiza que o compartilhamento de informações é simultâneo e online e, assim que uma ocorrência é atendida, o órgão parceiro lança no sistema a providência que foi tomada. Embora a ideia já tenha sido executada em Cruzeiro (SP), o tenente salienta que o modelo é inédito no Brasil, tendo em vista que a região é a primeira a apostar em um sistema informatizado, que dispensa o uso do papel e, desta forma, demanda menos burocracia e tempo.

Ele destaca ainda que a parceria com o movimento #SejaGentil se deu pela necessidade de investir na humanização do policial. "O propósito é abrir o olhar dos nossos agentes, permitir que tenham o olhar mais humano possível. Ao chegar no local da ocorrência, ele não vai apenas exercer a sua função, mas perceber que ali pode haver uma criança ou um idoso precisando de ajuda", pontua.

Além de firmar a parceria, o evento também contou com o lançamento do hino do movimento #SejaGentil, de autoria do compositor Bill Duque e arranjo feito pela equipe da Escola de Música Camerata de Presidente Prudente, sob a regência do maestro Luizão. A apresentação do hino ficou por conta da Orquestra de Câmara do Oeste Paulista e do coral do projeto, ambos compostos por crianças e adolescentes. O movimento #SejaGentil nasceu em agosto deste ano, fruto de uma parceria entre Prefeitura e Colégio Braga Mello, com o intuito de propagar a gentileza.

 

Veja também