Comunidade do Alexandrina celebra Dia de São Brás

Programação religiosa começou no dia 31 e segue hoje e amanhã, com missas e bençãos; no dia 11, haverá quermesse na quadra

VARIEDADES - OSLAINE SILVA

Data 02/02/2017
Horário 07:53
 

Nesta sexta-feira, 3 de fevereiro, fiéis católicos celebram o Dia de São Brás. O santo protetor da garganta. E a comunidade localizada no Parque Alexandrina, pertencente à Paróquia Nossa Senhora do Carmo (Maristela), de Presidente Prudente, está celebrando o tríduo e festa em honra ao santo desde o dia 31, seguindo hoje com missa e benção dos objetos devocionais e, amanhã, solenidade de São Brás e benção das gargantas, às 20h.

Já no dia 11, a partir das 19h será realizada a quermesse, com entrada franca, na quadra coberta do bairro, que fica nas proximidades da igreja, com comidas típicas (cachorro quente, pastel, batata frita, entre outras; bebidas e sorteio de brindes), no qual toda a renda é revertida para a realização dos trabalhos sociais com as crianças e jovens comunidade que atende moradortes do bairro e adjacentes.

Jornal O Imparcial Para encerrar, no dia 11, haverá quermesse, com entrada franca, na quadra coberta do bairro

É mais frequente no inverno, entretanto, doenças que afetam a garganta sempre aparecem até mesmo nas estações mais quentes. E como judiam tanto dos adultos quanto das crianças aquelas infecções, inflamações. Dói muito. Nessas situações de doenças, muitos católicos sempre recorrem a intercessão divina para a cura desses males. E quem desconhece a história pode se perguntar: Mas, por que as pessoas pedem para santos, procuram a fé para curar doenças? Quais são os motivos?

Padre Rodrigo Gomes Moreno, da Maristela, explica que é exatamente por se ter fé. Por acreditar no poder de Deus. "E quando se clama a um santo é porque acreditamos que a intercessão nos aproxima mais de Deus!’, exclama o religioso. O primeiro milagre, segundo relatos, foi de que um dia uma mãe o procurou desesperada, pois seu filho estava quase morrendo engasgado com um espinho na garganta. São Brás olhou para o céu, rezou e, fez o sinal da cruz na garganta da criança. Milagrosamente ele fora curado", expõe o sacerdote.

Em todo o mundo, essa benção é dada, especialmente, no seu dia, onde duas velas são cruzadas sobre a garganta dos devotos recebendo a benção de São Brás. É comum quando uma pessoa engasga, alguém dizer: "São Brás te proteja", ou apenas: "São Brás".

 

O que sabemos?

Diz a história católica, que São Brás foi médico, depois sacerdote e bispo. E é tido como o protetor contra os males da garganta e também dos animais. Homem de muita fé, era um valoroso profissional que não apenas curava as doenças dos enfermos, mas trabalhava especialmente nos males da alma. Sua compaixão pelos mais necessitados era grande e no seu trabalho como médico ele sempre ajudava a todos.

A sua fé falava mais alto que seu ofício e seu desejo de servir com mais afinco a Deus era cada vez maior. Não sabendo como fazer isso ele se tornou um eremita e ficou em constante oração, vivendo em uma gruta por anos e anos. Não demorou e a fama de santo começou a ser propagada pelas curas como já mencionado, de males do corpo e da alma.

 

PROGRAMAÇÃO


 

Hoje

Missa com benção dos objetos devocionais – 20h

Presença: Pe. Umberto

 

Sexta-feira

Solenidade de São Brás

Benção das gargantas

Presenças: Pe. Rodrigo Gomes e seminaristas Rafael e Reginaldo

 

 

 

ORAÇÃO A SÃO BRÁS

"Ó glorioso São Brás, que restituístes com uma breve oração a perfeita saúde a um menino que, por uma espinha de peixe atravessada na garganta, estava prestes a expirar, obtende para nós todos a graça de experimentarmos a eficácia do vosso patrocínio em todos os males da garganta. Conservai a nossa garganta sã e perfeita para que possamos falar corretamente e assim proclamar e cantar os louvores a Deus. Amém".

 

Veja também