Dia Mundial do Escoteiro: grupos celebram a data com ações virtuais

Diretores do Guayporé, Nelson Mandela e Monte Carmelo falam das readequações na pandemia, as maiores dificuldades no momento

VARIEDADES - OSLAINE SILVA

Data 23/04/2021
Horário 04:35
Lobinho Nicolas, do Monte Carmelo: uma hora sem usar energia e orando pelo planeta
Lobinho Nicolas, do Monte Carmelo: uma hora sem usar energia e orando pelo planeta

Hoje, é comemorado o Dia Mundial do Escoteiro. Em alusão à data, preparamos um material sobre como os grupos de escotismo de Presidente Prudente se reinventaram para não interromper as atividades neste período de pandemia. Marcelo Costilho Jorge, diretor-presidente do Grupo Escoteiro Guayporé; Adriana Roberto Mendonça, 49 anos, diretora-presidente do Grupo Escoteiro Nelson Mandela; e Vilma Ferreira Castro, diretora de métodos educativos, do Grupo Escoteiro Monte Carmelo, falam sobre a data. 
Com 35 anos de fundação, muitas histórias e foco na formação de crianças e jovens, o Guayporé está comemorando a data desde o mês passado com o “Mutirão Memórias Escoteiras”, contando a história do movimento escoteiro e do grupo em suas redes sociais, Facebook e Instagram, com a participação da Alcateia k2, Alcateia Flor Vermelha, Tropa Touro, Tropa Phoenix, Tropa Sênior e Clã Pioneiro Destinos.
“Neste dia, assim como em todo esse período pandêmico, a maior dificuldade é a falta das nossas atividades presenciais. Mas, desde o ano passado, não paramos com nossas atividades de maneira online. E exercitando bastante a criatividade e empenho da nossa chefia e dos adultos voluntários, conseguimos desenvolver o Projeto Educativo da UEB [União dos Escoteiros do Brasil] virtualmente!”, expõe Marcelo Costilho. O Grupo Guayporé, que tem sede na Cidade da Criança, "Casa do Escoteiro", é composto hoje por mais de 350 pessoas. 

Readequação e novos planos

Segundo Adriana Mendonça, é difícil manter o ânimo dos jovens fazendo atividades online porque no movimento escoteiro se aprende colocando em prática mesmo, mas a UEB e o 30º Distrito não deixaram por menos e desde o início dessa pandemia foi desenvolvido um plano para que nenhum jovem fosse prejudicado em suas atividades. A criação de cartilhas e capacitação da chefia de todo o Brasil para poder enfrentar essa crise, por exemplo, foram ações trabalhadas.
“Num momento de total incerteza, manter as atividades prazerosas é fundamental para a saúde física e mental dos nossos jovens. Em alusão a este dia, fazendo um compilado dos momentos mais importantes que tivemos por esses dias, podemos destacar uma atividade sobre prevenção ao coronavírus que fizemos com os lobinhos e a Hora do Planeta. Foi muito lindo!”, destaca a diretora presidente do Grupo Escoteiro Nelson Mandela, que em julho completa seis anos de atividades.

Visão ampla das coisas

De acordo com Vilma, o Grupo Escoteiro Monte Carmelo irá comemorar a data com umacampamento online no próximo fim de semana, com toda sua tropa escoteira. Mas, antecipando as comemorações, no último domingo participaram da Romaria Nacional Escoteira de Aparecida, também de forma virtual.
Indagada sobre como as lições do movimento podem contribuir para as crianças assimilarem este cenário de pandemia, quarentena, isolamento e distanciamento social, e ajudarem a melhorar o mundo, Vilma diz que o movimento escoteiro já tem nos seus fundamentos, levar o jovem a ter uma visão ampla das situações, aprender ver sempre o lado bom das coisas.
“Então mesmo neste momento difícil, é preciso não desanimar, confiar em Deus e seguir em frente, sendo obedientes e disciplinados nos cuidados necessários para a prevenção frente à Covid-19. E passar aos outros palavras de incentivo e esperança”, enfatiza Vilma. 
No dia 13 de abril, o Grupo Escoteiro Monte Carmelo completou 11 anos e, para festejar, foi celebrada na Paróquia Nossa Senhora do Carmo, pelo padre Rodrigo Gomes de Moreno, uma missa de Ação de Graças. “Os jovens e chefia acompanharam pelo Facebook da paróquia. Nesse tempo, os lobinhos participam de brincadeiras antigas, atividades como a ‘Hora do Planeta’”, menciona a diretora-presidente do grupo, que teve procura para novos ingressos, porém, os pais preferem esperar o presencial. 

SERVIÇO
Quem quiser acompanhar mais atividades do Grupo Guayporé, o Facebook é - Grupo Escoteiro Guayporé e o Instagram https://instagram.com/grupoescoteiroguaypore. Grupo Escoteiro Monte Carmelo 146 (Facebook) e Grupo Escoteiro Nelson Mandela (Facebook).

Fotos: Cedidas

Em casa, lobinhos do Nelson Mandela unidos online contra o coronavírus


Garotadinha do Guayporé aproveitou a pandemia e estão virando masterchefs em casa 

Veja também