Diagnóstico busca resolver alagamento no Parque do Povo

Engenheiros da Prefeitura, Defesa Civil e Bombeiros realizaram inspeção abaixo do solo para futura implantação de projeto

PRUDENTE - ROBERTO KAWASAKI

Data 01/09/2021
Horário 04:02
Foto: Roberto Kawasaki
Inspeção abaixo do solo foi realizada ontem
Inspeção abaixo do solo foi realizada ontem

Há anos que a região do Parque do Povo de Presidente Prudente sofre com os alagamentos, geralmente, no período de chuva intensa entre dezembro e os primeiros meses do ano. A fim de encontrar uma solução para este cenário que tanto preocupa e incomoda os munícipes, equipes de engenharia da Prefeitura, Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil e Corpo de Bombeiros realizaram ontem uma inspeção abaixo do solo como o primeiro diagnóstico antes de futuras obras. 

“Precisamos saber o que temos aqui embaixo, temos tubos armcos, tubos de concreto e galerias, para que possamos agir e implementar o projeto dentro do Parque do Povo, evitando assim alagamentos”, afirma o prefeito Ed Thomas (PSB). O chefe do Executivo e o secretário de Obras e Serviços Públicos, Mateus Grosso, desceram junto com os bombeiros para verificar pessoalmente a situação interna da galeria. Recentemente, Ed Thomas esteve em Brasília em busca de financiamento e recursos para a obra. 

“Esse é o primeiro trabalho, com certeza é o mais importante para nos dar uma fotografia do que temos embaixo, o que está acontecendo, qual a dificuldade para que a gente possa vencê-la”, explica. De acordo com o prefeito, estima-se que a obra passe de R$ 50 milhões. “Precisamos começar. Claro, a gente vai usar no primeiro momento tecnologia, ou seja, a tecnologia do Corpo de Bombeiros para estar dentro dessa galeria. É uma área perigosa em dias de chuva, então, essa é a primeira providência, preservar a vida e, a partir de então iniciar as obras”, considera. 

Questionado sobre prazos, Ed Thomas afirma que depende da chegada dos recursos. No entanto, lembra que o projeto a ser implantado no local já existe. “Não é apenas o Parque do Povo, mas a lateral, os bairros. O parque recebe toda a água de bairros, então, é a captação desde uma simples residência lá em cima, muita impermeabilização de asfalto, de calçada que canaliza toda essa água pra cá. É preciso ser iniciado, mas o início é detectar onde está o problema para que a gente possa agir. Vamos usar tudo aquilo que tiver, vamos fazer esse investimento, é preciso começar. Estamos começando com segurança, com o Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e nossos engenheiros”. 

órgãos inspecionam galerias subterrâneas do parque do povo de presidente prudente
Foto: Roberto Kawasaki - Prefeito Ed Thomas desceu para verificar pessoalmente o cenário

Vistoria preliminar

O 1º-tenente Marcos Ferreira de Souza, do 14º Grupamento de Bombeiros, em Presidente Prudente, explica que a pedido do prefeito, a vistoria preliminar teve o objetivo de identificar possíveis obstruções, pontos vulneráveis, eventuais problemas estruturais, rachaduras, infiltrações e demais situações que possam ter nas galerias. Neste primeiro momento, foi analisada a área entre a Rua Donato Armelin e Avenida da Saudade, que, segundo o tenente, é o primeiro local a alagar durante período intenso de chuva. 

Através do conhecimento técnico, expertise e participações em alagamentos anteriores, a guarnição realizou a vistoria com base no que tinha de conhecimento do local. Os trabalhos ainda prosseguem em outros pontos. Ao término, será feito um relatório com a análise e encaminhado à Prefeitura para que sejam tomadas as devidas providências de planejamento. 


Foto: Roberto Kawasaki - Inspeção ocorreu entre a Rua Donato Armelin e Avenida da Saudade

SAIBA MAIS

Reunião apresenta medidas não estruturais para conter alagamentos no Parque do Povo

Veja também