Reunião apresenta medidas não estruturais para conter alagamentos no Parque do Povo

Entre elas, está a instalação de biovaletas, jardim de chuva e lagoas de retenção, estas próximas ao Guaíba, Pizzaria Donna Oliva e TV Fronteira

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 29/07/2021
Horário 14:05
Foto: Marcos Sanches/Secom
Lagoas de retenção são uma das medidas apresentadas pela Sosp
Lagoas de retenção são uma das medidas apresentadas pela Sosp

Uma reunião realizada pela Prefeitura de Presidente Prudente na manhã desta quinta-feira discutiu projetos executáveis para conter alagamentos no Parque do Povo. A Sosp (Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos) apresentou medidas não estruturais, apoiadas em soluções baseadas na natureza e na infraestrutura verde. Entre elas, está a instalação de biovaletas, jardim de chuva e lagoas de retenção, além da realização de campanhas educativas. O objetivo das ações é conter a água por meio da redução da velocidade do escoamento, realizando zoneamentos específicos para a bacia.

Os lugares sugeridos para a implantação das lagoas são proximidades do Guaíba, Pizzaria Donna Oliva e TV Fronteira.

Segundo o prefeito Ed Thomas (PSB), a participação da população no projeto é fundamental. “Conscientização é a palavra. Muitas vezes pensamos que o serviço é responsabilidade apenas da Prefeitura, mas é uma tarefa para todos nós. Com gestos simples, conseguiremos vencer o problema, mas, para isso, dependemos do posicionamento de cada um dos cidadãos”, defende.

“Uma das ações que discutimos para a contenção da água é a Campanha do Lixo, uma vez que, por meio do descarte correto, será possível realizar a diminuição do acúmulo dos resíduos em bocas de lobo, fazendo com que a água escoe normalmente. Estamos em busca de recursos para começar o quanto antes, estamos confiantes”, pondera o chefe do Executivo.

Veja também