Dr. Euribel: personificação do médico humanitário

Médico infectologista tem ampla atuação em hospitais, no ensino superior e na pesquisa científica, com contribuições para políticas públicas de doenças raras e negligenciadas

PRUDENTE - HOMERO FERREIRA

Data 19/04/2020
Horário 11:29
João Paulo Barbosa/Cedida - Dr. Euribel: atuação médica e estudos científicos sobre doenças raras e de difícil diagnóstico
João Paulo Barbosa/Cedida - Dr. Euribel: atuação médica e estudos científicos sobre doenças raras e de difícil diagnóstico

O doutor em ciências da saúde, Luiz Euribel Prestes Carneiro, personifica a figura do médico humanitário. É homem do bem, de berço sertanejo no interior do Paraná e de formação básica em colégio interno. Seu primeiro emprego foi em uma multinacional de processamento de soja. Sua primeira formação foi em Farmácia e Bioquímica, cuja profissão o levou a montar laboratório de análises clínicas em Teodoro Sampaio, no Pontal do Paranapanema.

Pela proximidade com Presidente Prudente, foi convidado para lecionar na Unoeste (Universidade do Oeste Paulista), o que desencadeou os estudos de mestrado e doutorado feito no Instituto de Ciências Biomédicas da USP (Universidade de São Paulo), que é considerado o templo da imunologia na América Latina. Na condição de médico infectologista e de pesquisador nessa área, tem prestado contribuições com estudos que servem para embasar políticas públicas sobre doenças raras e algumas mundialmente negligenciadas.

O Dr. Euribel, como é mais conhecido, nasceu no dia 27 de julho de 1953, em Piraí do Sul (PR), a 190 quilômetros da capital Curitiba. Filho do agricultor e autônomo Eurides Prestes Carneiro e da costureira e professora Izabel Gabriel Prestes. Descendente de portugueses e indígenas, seu pai nasceu em Castro (PR) e sua mãe, com descendência de espanhóis e portugueses, nasceu em Cerro Azul (PR), onde se conheceram. Todos os filhos nasceram em Piraí, sendo os demais: Alite, José Ivo, Adnair e João Diniz.

Há 40 anos, Euribel constituiu a sua própria família com a enfermeira Nádia. Eles se conheceram em Alvorada do Norte (GO), participando do Projeto Rondon. Aposentada no HR (Hospital Regional), Nádia trabalha no Lar São Rafael. O casal tem duas filhas. A primogênita Elis cursou Agronegócio, Turismo e Meio Ambiente e atualmente faz o curso de Tecnólogo em Produção Agropecuária. Trabalha como consultora na área de agronegócio e cuida de propriedades rurais da família. Gabriela é graduada em História e Arqueologia na USP e na Universidade de Lyon, na França; tem mestrado e doutorado em Arqueologia pela Universidade Paris-Sorbonne; é professora na Universidade Federal do Pará, no campus de Santarém.

FORMAÇÃO BÁSICA

COM VALORES

A infância de Euribel foi num bairro operário na periferia de Ponta Grossa (PR). Aos 13 anos foi para um colégio interno de freis capuchinhos em Irati (PR), onde ficou até os 18 anos e só ia para casa nas férias. Foi lá que aprendeu cultivar valores como disciplina e religião; estudou quatro línguas, leu centenas de livros e teve uma formação cultural diferenciada. Estudou música, aprendeu tocar violão e baixo eletrônico. Participou de banda na era da explosão da beatlemania e o rock e a pop music. É viciado em música e possui discos clássicos do rock, importados e nacionais, como o duplo original dos Beatles “White” que é raro pelo mundo.

Entre o colegial e o ensino superior houve uma pausa de três anos, quando trabalhou numa multinacional de soja, onde fez carreira rápida. Foi difícil largar o bom emprego para iniciar a faculdade em tempo integral. Formou-se em Farmácia e Bioquímica na Universidade Estadual de Ponta Grossa (1975-1978). Após 1 ano de especialização em Curitiba, decidiu ir para Teodoro, montar seu próprio laboratório de nome Prestes-Carneiro, onde ficou 15 anos. Em 1995, passou a lecionar na Unoeste como professor de imunologia e microbiologia do curso de Farmácia e Bioquímica.

Na Universidade Estadual de Maringá fez mestrado em Ciências da Saúde - Biologia Celular e Molecular, na área de imunologia/imunogenética. No final dos anos 1990, foi para a USP fazer o doutorado. Entre esse período e da residência médica, ingressou na Famepp (Faculdade de Medicina de Presidente Prudente), da Unoeste. A residência médica foi SUS/SP e na área de infectologia, no Hospital Ipiranga. Período no qual esteve fora da universidade e quando retornou também ingressou como professor pesquisador nos mestrados de Ciências de Saúde e de Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional, que agora também oferta doutorado. Deu aulas em diferentes cursos de graduação.

ATUAÇÃO EM

GRANDES HOSPITAIS

Concursado, desde 2014 é médico infectologista, ingressou no Hospital Estadual de Presidente Prudente. Antes, trabalhou por dois anos como plantonista em dois grandes hospitais privados em São Paulo e São Bernardo do Campo. Desde 2012, participa mensalmente como médico convidado do Ambulatório de Imunodeficiências Primárias do Hospital das Clínicas, da USP, em São Paulo. No HR (Hospital Regional) em Prudente atua nas áreas de imunodeficiências e de infectologia, atendendo nos dois laboratórios específicos; sendo que o primeiro tem como perfil pacientes com doenças raras e de difícil diagnóstico.

Contribuir para o diagnóstico, tratamento e melhora da qualidade de vida desses pacientes é para o Dr. Euribel algo muito gratificante. Também tem satisfação de contar, nesses serviços, com a participação dos internos do curso de Medicina e dos residentes em infectologia, os quais proporcionam troca de conhecimentos e grande aprendizado. São várias as realizações acadêmicas do personagem desta reportagem de O Imparcial, entre as quais se sobressaem a participação na criação do Mestrado em Ciências da Saúde, do qual foi o primeiro coordenador.

Como pesquisador tem feito conferências em encontros científicos pelo mundo: Filadélfia (EUA), Manchester (UK), Praga (República Tcheca), Lisboa (Portugal), Edimburgo (Escócia) e recentemente em Frankfurt a convite do Instituto Paul Ehrlich (Alemanha). Ainda como destaque está a publicação de 28 artigos publicados no PUB-MED, o mais importante e rigoroso portal científico do mundo. Uma publicação que está por vir é de artigo no jornal científico Frontiers of Immunology, periódico de elevado fator de impacto e grande visibilidade internacional. Artigo na área de imunodeficiências e que envolve pesquisadores da Unoeste, do Hospital das Clínicas de São Paulo e do campus da Unesp em Prudente.

Em sua dinâmica trajetória, a gratidão caminha junto e no âmbito regional está a sua relação com as populações de Teodoro Sampaio de Presidente Prudente, as comunidades acadêmica e científica da Unoeste, as equipes do Hospital Estadual e do Hospital Regional. O Dr. Euribel tem sido pauta na mídia regional e ainda há pouco tempo esteve na mídia nacional, a partir de publicação na “Folha de S.Paulo”, sobre a dispersão da leishmaniose que ocorre em saltos e não pela proximidade entre uma ocorrência e outra, de tal forma que põe em alerta o Estado de São Paulo e requer vigilância não somente nas regiões endêmicas.

Veja também