Dustt agita show virtual do Sesc, com rock pesado 

Apresentação ocorre neste sábado às 16h e é a última do mês pelo Múltiplos Sons [em casa]; domingo tem aula de ioga a partir das 10h, tudo nas redes sociais

VARIEDADES - DA REDAÇÃO

Data 26/09/2020
Horário 08:00
Divulgação - Fundada em 2015, banda transita entre as sonoridades modernas do post-rock, metal e rock alternativo Divulgação - Fundada em 2015, banda transita entre as sonoridades modernas do post-rock, metal e rock alternativo Imagem: Divulgação - Fundada em 2015, banda transita entre as sonoridades modernas do post-rock, metal e rock alternativo

Som de atitude, peso e identidade própria. Essas são as características que movem a Dustt, banda prudentina que fecha o Múltiplos Sons [em casa] de setembro com a imponência do rock neste sábado, às 16h, no canal do Sesc Thermas de Presidente Prudente no YouTube.
Transitando entre as sonoridades modernas do post-rock, metal e rock alternativo, a Dustt se autointitula como uma fusão de peso e harmonia. Fundada em 2015, conta em sua formação atual com Leandro Dundes (vocal), Dinho Menossi (guitarra), Lucas Mesquita (baixo) e Marcelo Matias (bateria).
Suas influências nascem do grunge dos anos 90, como Nirvana e Alice in Chains, percorrendo a alternatividade de Smashing Pumpkins e Pixies, até chegar ao metal de System of a Down e Rammstein. “Um som que tenha peso, que agrade a todos os integrantes, mas que, ao mesmo tempo, possa misturar bastante gêneros, influências, sem ficar preso a um estilo só”, descreve o vocalista.
Para ele, embora a imponência do rock guie a banda, isso não impede de mesclar novos estilos às composições, que variam entre bossa nova e o groove do funk estadunidense, por exemplo, como elementos eletrônicos. “Para nós, música é uma linguagem universal e tudo o que soa bem para a gente podemos somar e misturar para chegar num produto diferenciado”, observa Leandro.

Rock de casa: show inédito

Única e inédita são as palavras que definem a experiência da Dustt com a gravação do show de hoje para o projeto Múltiplos Sons [em casa].
“A gente entendeu que pode até ser algo que vamos utilizar no futuro”, revela Dundes, ao relembrar o processo adaptativo da banda, que descobriu novas formas de se comunicar e desenvolver projetos a distância.

“PARA NÓS, MÚSICA É UMA LINGUAGEM UNIVERSAL E TUDO O QUE SOA BEM PARA A GENTE PODEMOS SOMAR E MISTURAR PARA CHEGAR NUM PRODUTO DIFERENCIADO”
Leandro

Experienciando o som da forma mais original possível, semelhante ao das apresentações presenciais, o público pode esperar um show orgânico, que exprime a essência musical da banda ao mostrar detalhes do seu cotidiano. “Revelou o lado intimista da banda. Esperamos que agrade o nosso público e outras pessoas que não nos conhecem. Buscamos fazer o melhor possível dentro desse formato que foi inédito para a gente”, relata Leandro.

Amanhã é dia de ioga para todos

Você sabia que a prática constante de esporte, de modo geral, faz com que você se sinta mais alegre, disposto e confortável? Isso acontece por causa de dois neurotransmissores, a serotonina e endorfina, produzidos naturalmente pelo corpo durante a atividade, dando a sensação de bem-estar e equilíbrio emocional.
Mais do que um esporte, o ioga é uma filosofia de vida, uma prática indiana milenar que busca a harmonia a partir de exercícios posturais e de respiração, sob o princípio do despertar da consciência corporal e da meditação.
No episódio do Ioga para Todos [em casa] deste domingo, a professora Gislaine Pague ensina técnicas para flexibilização do quadril, como as posturas da borboleta, da rã e do ângulo deitado. A partir das 16h, também no canal do Sesc Thermas no YouTube, o público é convidado a participar de mais uma videoaula.

SERVIÇO
Como assistir aos shows e às aulas:
YouTube > youtube.com/sescthermasprudente

Divulgação

No episódio do Ioga para Todos [em casa], Gislaine Pague ensina técnicas para flexibilização do quadril

Veja também