Especialista orienta sobre cuidados com a asma

Pneumologista declara que a patologia ainda não possui cura e se não for devidamente tratada pode levar até mesmo à morte

PRUDENTE - IZABELLY FERNANDES

Data 18/09/2018
Horário 07:32
Arquivo - Pneumologista fala que se a asma não for bem tratada pode levar à morte
Arquivo - Pneumologista fala que se a asma não for bem tratada pode levar à morte

Considerada uma doença perigosa se não for controlada, a asma é definida pela hipersensibilidade diante de uma reação alérgica, causando fechamento dos brônquios e provocando redução ou até mesmo obstrução do fluxo de ar. De acordo com o pneumologista Paulo Roberto Mazaro, de 10% a 20% dos pacientes são asmáticos. Além da insuficiência respiratória, a asma também pode causar a sensação de aperto no peito, chiados nos pulmões e tosses. Alguns dos fatores contribuintes para o desencadeamento da doença são a hereditariedade e histórico de alergias a componentes do meio ambiente, como poluição, poeiras, ácaros e mofos.

Segundo o especialista, o diagnóstico é feito a partir de exames de sangue que comprovam o aumento da IGE (Imunoglobulina E). “Nesses casos, o paciente não apresenta limites nesse anticorpo, causando uma produção exagerada no organismo”. Além dessa técnica, os testes alérgicos também podem diagnosticar a existência da patologia no paciente. “São feitos diversas experiências para verificar a sensibilidade a determinadas substâncias”, explica.

Uma das doenças respiratórias mais graves, a asma não possui cura, e sim tratamentos controladores das crises asmáticas. Existem pacientes que passam um por um período de melhora, porém, conforme o pneumologista, a recuperação definitiva ainda não existe. Ele afirma que os medicamentos mais utilizados são os brônquios-dilatadores, antialérgicos, corticoides, inalatórios (bombinhas), entre outros, dependendo do nível da crise. “Uma alimentação saudável, evitando corantes e conservantes, também contribui para o controle significativo da doença”, fala. 

O médico declara que a asma causa um enorme sofrimento para as pessoas se não for corretamente tratada, podendo levar até mesmo à morte. “Ela pode causar crises muito intensas, fazendo com que os brônquios se fechem de uma maneira tão agressiva que levam a uma grave insuficiência respiratória, resultando em uma parada cardíaca”, explica. O pulmão de uma pessoa com a doença se difere de um pulmão saudável, com brônquios mais sensíveis à inflamação, pois a qualquer sinal de irritação já desenvolvem uma reação.

CUIDADOS

- Evitar carpetes, tapetes e cortinas pela casa, pois possuem grande formação de poeira e ácaros;

- Não usar vestimentas que estejam guardadas há muito tempo;

- Tomar cuidado com pelos de animais, como cachorros e gatos;

- Lavar ou colocar cobertores e roupas no sol antes de utilizar no inverno;

- Evitar o contato com bichos de pelúcia, devido aos pelos e ácaros;

- Manter a casa limpa, livre de poeira e mofo.

Fonte: Pneumologista Paulo Roberto Mazaro

Veja também