Esportistas pleiteiam criação de conselho

Esportes - DA REDAÇÃO

Data 06/04/2016
Horário 08:25
Troca de conhecimentos, desabafo e propostas que vislumbram um futuro melhor para o esporte de Presidente Prudente. Esta foi a tônica da reunião envolvendo os vereadores prudentinos e um grupo de esportistas liderados pelo medalhista olímpico André Domingos. No encontro que ocorreu anteontem, durante o intervalo da sessão ordinária na Câmara Municipal, foi discutida também a criação de um Conselho de Modalidades Olímpicas.

"Vamos colocar as ideias do conselho no papel e providenciar para que o mesmo saia do papel", diz o parlamentar Marcelo Trovani (PSB), Marcelo da Budô-Kan.

Jornal O Imparcial Com a participação de ex-competidores, encontro debateu a valorização do esporte

O presidente da casa de leis, Enio Luiz Tenório Perrone (PSD), conta que o objetivo é a constituição de um conselho consultivo, fato que ele vê com bons olhos. "Sempre que se fala em conselho é uma boa iniciativa. O ideal era que fosse deliberativo, assim como ocorre na saúde, mas isso ainda precisa avançar", completa.

André, ex-velocista que defendeu Prudente nos principais eventos ao redor do mundo, e ostenta duas medalhas olímpicas no revezamento 4x100 metros (prata em Sydney/2000 e bronze em Atlanta/1996), apontou diversos problemas. "O esporte é ferramenta transformadora do ser humano. Foi através do atletismo que consegui fazer duas universidades e ajudar a minha família. Tenho o ‘Velozes em Ação’ que é um projeto social e nenhum suporte como alojamento, alimentação e transporte para competir", frisa.

 

Objetivo

Ainda no encontro, o idealizador do "Velozes em Ação" propôs a união de forças. "Vim para Prudente em 1993 e defendi as cores de nossa cidade como atleta. Agora que tenho um projeto, sou bem recebido em todos os lugares menos em Prudente. Que contradição! Estou aqui para pedir ajuda. Espero que a Câmara abrace o esporte olímpico, a base, o treinamento, o alto rendimento, o desporto paralímpico e a parte de recreação. O conselho dará qualidade e suporte na gestão esportiva", garante.

 

Esporte estagnado

Para o professor de judô Nelson Morimoto, que também participou da reunião, o setor esportivo está estagnado. "Faz 20 anos que Prudente perdeu a referência no esporte. Isso é preocupante. Em 2015, o município nem participou dos Jogos Abertos em Barretos. O esporte proporciona inclusão social e forma cidadãos", comenta. Ele emenda: "natural de Prudente, o Diego Alexandre Batista Rocha, que está entre os dez melhores do ranking brasileiro da categoria ligeiro, sub-21, nunca defendeu as cores de Prudente. Ele esteve no Sesi de Cubatão, no Pinheiros e agora representa São Caetano do Sul".

Já Demerson Dias (PSB), Demerson da Saúde, apresentou três pontos. "O primeiro é elaborar um projeto para criar o conselho que seja deliberativo, consultivo e fiscalizador. O segundo será protocolar um requerimento de providências para um posicionamento do Executivo sobre os apontamentos apresentados pelo velocista André Domingos durante a reunião, e o terceiro é a inclusão de todos os esportes e projetos sociais no calendário de atividades da Semepp", pontua.

 

Grupo focado

Além de André Domingos e de Morimoto, o mestre de capoeira e docente no curso de Educação Física da Unoeste (Universidade do Oeste Paulista), Nelson Hilário Carneiro, o empresário e técnico da equipe de ciclismo Boscoli Competições, Éber de Almeida Boscoli, o ex-técnico do time de vôlei feminino Alimentos Wilson/Tênis Clube, Marcelo Antônio Lorençoni, e o ex-treinador da seleção brasileira de caratê e medalhista em Jogos Pan-Americanos e Abertos do Interior por Prudente, Luís Otávio Aranha Lacombe, também participaram do encontro que discutiu o futuro do esporte na cidade.

Veja também