Estado de SP restringe circulação de pessoas entre 23h e 5h

Medida passa a valer a partir de sexta-feira, dia 26, e é válida até 14 de março; descumprimento das recomendações pode gerar multas

REGIÃO - GABRIEL BUOSI

Data 24/02/2021
Horário 13:26
Foto: Arquivo
Circulação de pessoas em todo o Estado estará restrita entre 23h e 5h
Circulação de pessoas em todo o Estado estará restrita entre 23h e 5h

O Estado de São Paulo anunciou em coletiva de imprensa no início da tarde de hoje, que entre os dias 26 de fevereiro, sexta-feira, e o dia 14 de março, estará em vigor a restrição de circulação de pessoas, em todos os municípios e independente da fase em que se encontram, entre as 23h e 5h, com a intenção de coibir a aglomeração de pessoas e consequentemente a proliferação da Covid-19, mediante multa em caso de descumprimento. 

De acordo com o governador João Doria (PSDB), as medidas anunciadas são resultado do recorde de internações registrado pelo Estado em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) destinados ao tratamento da Covid-19 nos últimos dias. “Hoje [quarta-feira] temos 6.657 pessoas internadas em UTI Covid no Estado, e isso é um recorde”. As medidas, segundo o governador, também são resultado de recomendações de médicos e cientistas.

Questionado, o governador afirmou que as medidas mais restritivas entraram em vigor no período da noite, pois é quando as pessoas normalmente se reúnem para consumir bebida alcóolica.

Paulo Menezes, coordenador do Centro de Contingência do Covid-19, ressaltou durante o anúncio que entre os motivos para o aumento expressivo na quantidade de casos, mortes e internações pela doença no Estado estão o carnaval, em que muitas festas clandestinas foram realizadas, mas não descartou a possibilidade de que uma variante da Covid-19 esteja em circulação nos municípios paulistas. 

“Nesse sentido, nos propusemos a essa medida chamada de restrição. Pedimos a colaboração da população para que denuncie qualquer ocorrência que desrespeite o Plano São Paulo”, finalizou Paulo.
 

SERVIÇO 
As denúncias de aglomerações e demais ocorrências que desrespeitem o Plano São Paulo podem ser feitas em todo o Estado pelo telefone 0800-771-3541, de forma gratuita. Em Presidente Prudente, a Prefeitura também recebe as ligações por meio do número 156. 
 

Veja também