Festa da Divina Misericórdia

Diocese Informa

COLUNA - Diocese Informa

Data 24/04/2022
Horário 05:05

Esta festa foi instituída para toda a Igreja pelo saudoso papa São João Paulo II no ano de 2000 para ser celebrada sempre no segundo domingo de Páscoa. Segundo consta, era um desejo do próprio Jesus que fora revelado como um pedido especial a Santa Faustina Kowalska, uma religiosa polonesa, em 1931. Este domingo coincide com o Evangelho de João quando Jesus, no primeiro dia da semana, no dia de sua ressurreição, aparece aos apóstolos e institui o sacramento da confissão (Jo 20,19-23). Prezados irmãos e irmãs. A Festa da Divina Misericórdia é um convite a todo cristão para experimentar a própria Misericórdia de Deus através do sacramento da confissão, entendendo ainda que, conhecendo e confiando na Misericórdia de Deus, compreendemos sua acolhida e o seu perdão. Recordando o Evangelho de São João, vemos o primeiro encontro de Jesus com seus discípulos, após a paixão e a morte na cruz. Apenas o discípulo amado foi quem havia permanecido aos pés da cruz, com Maria, a Mãe de Jesus e Maria de Cléofas, conforme no relato da paixão. Porém, mesmo depois de ter sido traído por Judas Iscariotes, negado por Pedro e abandonado pelos outros discípulos, Jesus Ressuscitado os reencontra. Entra no lugar onde estavam desejando-lhes a paz, transmitindo-lhes os dons do Espírito Santo e a missão de perdoar. “Recebei o Espírito Santo. A quem perdoardes os pecados, eles lhes serão perdoados; a quem não os perdoardes, eles lhes serão retidos” (Jo 20, 22b – 23). A experiência com Jesus ressuscitado traz consigo uma grande missão aos apóstolos e revela mais uma vez como Deus é bom e misericordioso. Assim também diz o salmista: “Dai graças ao Senhor, porque Ele é bom! Eterna é a sua misericórdia!” (Sl 117). Quando tudo parece ter chegado ao fim na cruz, Jesus Ressuscitado alegra seus discípulos e marca um novo começo com o sinal de paz como dom derramado sobre eles. Assim, o testemunho dos discípulos é verdadeiro. Caríssimos irmãos e irmãs. Acolhendo a mensagem deste Domingo da Divina Misericórdia, acorramos ao encontro da graça que nos é oferecida pelo Sacramento da Confissão e experimentemos o amor de Deus derramado sobre nós como comunidade de irmãos, testemunhando a todos que o “Senhor é bom e eterna é a sua misericórdia”. (Fonte: www.cnbb.org.br/festa-da-divina-misericordia)

MINI SERMÃO:
2º Domingo da Páscoa (Jo 20,19-31)

A consequência da ressurreição é a fé e não o medo! Tomé ausente, voltou. Ao voltar, ouviu o testemunho daqueles que haviam visto. Ouvindo, duvidou. Na dúvida desejou tocar, e, tocando, definitivamente acreditou! Afinal, todos acreditaram porque viram, mas somente Tomé teve a coragem de tocar. Digamos proclamando: Meu Senhor e meu Deus! (Autor: Padre Rafael Moreira Campos).

AGENDA PAROQUIAL: Paróquia Nossa Senhora de Fátima - Presidente Venceslau
- Missas -
Sábado: às 18h - Capela Nossa Senhora Aparecida e às 19h30 - Igreja Matriz    
Domingo: às 11h - Capela Jesus da Divina Misericórdia e às 19h - Igreja Matriz

MENSAGEM DO PAPA:
As primeiras palavras que Ele profere são: “A paz esteja convosco” (v. 21). O Ressuscitado traz a paz autêntica, pois mediante o seu sacrifício na cruz realizou a reconciliação entre Deus e a humanidade. Esta é a paz. Os seus discípulos eram os primeiros a ter necessidade desta paz, porque, tinham caído na desorientação e no medo. Jesus apresenta-se vivo no meio deles e, mostrando as suas chagas — Jesus quis conservar as suas chagas — no corpo glorioso, concede a paz como fruto da sua vitória. Mas naquela noite não estava presente o apóstolo Tomé. Ele, incrédulo diante do testemunho dos outros Apóstolos, pretende verificar pessoalmente a verdade. Jesus vem ao encontro da incredulidade de Tomé, convidando-o a tocar as suas chagas. Elas constituem a fonte da paz, pois são o sinal do amor imenso de Jesus que derrotou as forças hostis ao homem, o pecado e a morte. Convida-o a tocar as chagas. Para nós é um ensinamento, como se Jesus dissesse a todos: “Se não estiveres em paz, toca as minhas chagas”. (Fonte: www.vaticannews.va/pt/papa/news/2020-04/papa-francisco).

Padre Rafael Moreira Campos
Adm. Paroquial Paróquia Nossa Senhora de Fátima – Pres. Venceslau/SP
"Ouse ser o melhor. Ame!"
Instagram @padrerafaelmoreira
Facebook www.facebook.com/rafaelmoreiracampos
Informações: Cúria Diocesana (18) 3918-5000
 

Veja também