Fiéis celebram início da Quaresma com missa

Quarta-Feira de Cinzas marcou início dos quarenta dias de reflexão e renovação do compromisso de andar com Cristo

PRUDENTE - MARIANE GASPARETO

Data 02/03/2017
Horário 10:58


"Rasgai o vosso coração, e não as vossas vestes". O clamor do Senhor por conversão sincera e mudança de vida em Joel 2:13 ecoava pela Paróquia Nossa Senhora do Carmo, na Vila Maristela, em Presidente Prudente, ontem, Quarta-Feira de Cinzas. A missa celebrada marcou o primeiro dia do mês de março e o início da Quaresma, que segue até a Sexta-Feira Santa, anterior ao Domingo de Páscoa.

Jornal O Imparcial Missa de Cinzas foi celebrada na Paróquia Nossa Senhora do Carmo nesta quarta-feira

A liturgia da celebração conduzida pelo padre Rodrigo Gomes Moreno remete a um encontro pessoal com Deus, por meio da humildade que deve existir nesse relacionamento. "Ela serve para nos lembrar que do pó viemos e do pó retornaremos, a simbologia marca a importância de renovarmos o compromisso de um coração generoso e despojado de soberba e ganância", declara.

O pároco ressalta que assim Jesus peregrinou no deserto por 40 dias e os cristãos também caminharão juntos para um encontro com Cristo nesse período da Quaresma. É um processo de interiorização e de retomada da consciência de que a estadia humana na terra é breve. O propósito é celebrar em conjunto que a terra prometida não é mais Canaã, mas o céu. "Queridos amigos, lembre que vocês são estrangeiros de passagem por este mundo", anuncia a palavra em 1 Pedro 2: 11.

 

Tempo de comunhão

A professora Elisabete Scardozzi, 54 anos, separou por mais um ano a manhã de sua Quarta-Feira de Cinzas para ficar mais próxima de Deus, na missa celebrada ontem. "Eu sempre participo da abertura da Quaresma, por entender que esse momento é um tempo importante de comunhão, de lembrar o que Jesus fez por nós e de olhar pra dentro", esclarece.

Essa também é a busca da supervisora Maria Cecília Cardoso, 51 anos, que desde pequena participa da Missa de Cinzas. "É um momento para fortalecer o vínculo da igreja, do corpo de Cristo". Nesse período quaresmal, ela costuma se recolher em oração e jejuar, em alusão ao sofrimento de Jesus no deserto. O estudante Felipe Oliveira, 19 anos, acrescenta que a Quaresma é um momento de profunda transformação interna e contato com o "sobrenatural".

 

Veja também