Fundo Social abrigará escolas profissionalizantes

Lisiane diz que Centro de Formação contará com cursos de moda, beleza, construção civil, padaria artesanal e horta educativa

PRUDENTE - MELLINA DOMINATO

Data 06/05/2017
Horário 10:32
 

O Fundo Social de Solidariedade de Presidente Prudente irá abrigar, até o fim deste ano, um Centro de Formação Profissional. No espaço, segundo a presidente da entidade e primeira-dama, Lisiane Bugalho, serão implantados, gradativamente, escolas de moda, beleza, construção civil, padaria artesanal e horta educativa. "A intenção é que os cursos atendam homens e mulheres e que estes tragam autoestima para estas pessoas. Queremos fazer com que o fundo cumpra com seu papel, que é levar profissionalização e satisfação pessoal aos moradores", declara.

Jornal O Imparcial Encontro na capital contou com presença de representantes de 27 cidades do oeste paulista

A implantação de tais escolas em Prudente, conforme Lisiane, foi discutida anteontem, na capital paulista, durante a 20ª Reunião de Trabalho do Fussesp (Fundo Social de Solidariedade do Estado), presidido por Lu Alckmin. Além de Prudente, o encontro contou com a presença de representantes de outras 26 cidades do oeste paulista. "Estes encontros são fundamentais para que os municípios tenham conhecimento do trabalho do Fundo Social. São projetos de qualificação que resgatam a autoestima e capacitam a população de baixa renda para uma nova atividade profissional", promove a primeira-dama do Estado, por meio da Assessoria de Imprensa do governo.

A primeira-dama prudentina relata que, na reunião, os presentes puderam conhecer melhor o funcionamento da entidade estadual, bem como das escolas de qualificação. "Nesse evento pude aprender a real função do Fundo Social e a verdadeira função da primeira-dama ao lado da população. Aprendi a ensinar a pescar e é o que quero fazer", diz. "Prudente não tem nenhuma destas escolas, então, vamos trazê-las. Para tal, estamos estudando como enquadrar tudo isso no espaço físico que dispomos", complementa.

 

Detalhamento

Lisiane pontua que, dentro da escola de moda serão oferecidos ensinamentos sobre corte e costura, bordados, modelagem, pedrarias, crochê e confecção de caixas, além de detalhes sobre confecção de bonecas e conserto de roupas em geral. Já na escola de beleza, os interessados poderão aprender como auxiliar um cabeleireiro, depilação, design de sobrancelhas, manicure e pedicure, maquiagem, bem como coloração de cabelo e nail arts (artes em unhas).

Na escola de construção civil, os alunos receberão informações sobre assentamento de pisos, azulejos e atuação como pedreiro. "Já na padaria artesanal, em apenas um dia de curso, os interessados já saem formados na fabricação de dez tipos de pães mais quatro receitas que serão voltadas para venda rápida", enfatiza a presidente do Fundo Social de Prudente.

 

SAIBA MAIS

De acordo com o Fussesp (Fundo Social de Solidariedade do Estado), participaram da reunião representantes das seguintes cidades do oeste paulista: Álvares Machado, Anhumas, Caiuá, Emilianópolis, Estrela do Norte, Euclides da Cunha Paulista, Guaratinguetá, Iepê, Indiana, Lucélia, Marabá Paulista, Martinópolis, Mirante do Paranapanema, Nantes, Narandiba, Pirapozinho, Presidente Bernardes, Presidente Epitácio, Presidente Prudente, Presidente Venceslau, Rancharia, Ribeirão dos Índios, Sandovalina, Santo Anastácio, Santo Expedito, Taciba e Tarabai.

 

Veja também