Futuras academias da 3ª idade deverão ter aparelhos adaptados às pessoas com deficiência

Nova lei foi publicada pela Prefeitura de Prudente nesta terça; número de equipamentos disponibilizados em cada área será definido pelo Executivo

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 22/06/2021
Horário 15:00
Foto: Arquivo
Novas academias para terceira idade devem estar acessíveis para pessoas com deficiência
Novas academias para terceira idade devem estar acessíveis para pessoas com deficiência

A Prefeitura de Presidente Prudente publicou, na edição desta terça-feira do Diário Oficial, a Lei 10.450/2021, que determina que as novas academias da melhor idade, também conhecidas como ATIs (academias da terceira idade), a serem instaladas em parques, praças e áreas de lazer públicas da cidade, deverão disponibilizar aparelhos adaptados para o uso de pessoas com deficiência.

Tais equipamentos devem ser instalados por pessoal devidamente capacitado e seguir as normas de segurança da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

Caberá ao Executivo definir o número de aparelhos disponibilizados em cada academia, levando em consideração uma relação de proporcionalidade e razoabilidade.

O texto é de autoria do vereador Douglas Kato Pauluzi (PTB) e foi promulgado pelo prefeito Ed Thomas (PSB).

Inclusão social

Em sua justificativa, Douglas aponta que já está comprovado que a utilização de equipamentos adaptados (máquina de tríceps, máquina supino vertical, máquina remada sentada, máquina abdominal, maquina twist, jogo de barras paralelas, máquina giro de punho e bicicleta de mão) contribui de forma impar para a melhora da qualidade de vida das pessoas com deficiência, favorecendo a reabilitação física, postura, mobilidade e independência nas atividades da vida diária.

"Tudo isso somado aos benefícios diretos na melhora da autoestima, autonomia, promoção da inclusão social, além de proporcionar para esta parcela da sociedade o contato com a natureza", considera.

O vereador completa que a diversidade de opções, a constante renovação e a multissensorialidade oferecida por esses espaços levam a uma busca constante de novas interações, estimulando o desenvolvimento físico, mental e espiritual.

Veja também