Grávidas e puérperas sem comorbidades serão vacinadas a partir da próxima quinta no Estado

Elas serão contempladas com os imunizantes do Instituto Butantan e da Pfizer, já que uso da Astrazeneca está suspenso para este público

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 04/06/2021
Horário 17:06
Foto: Governo estadual
Municípios começam a vacinar grávidas e puérperas a partir do dia 10
Municípios começam a vacinar grávidas e puérperas a partir do dia 10

O governador João Doria (PSDB) anunciou nesta sexta-feira o início da vacinação de cerca de 400 mil gestantes e puérperas que residem no Estado e não possuem comorbidades a partir da próxima semana.

A partir de quinta-feira, dia 10, todos os 645 municípios de São Paulo devem passar a vacinar as grávidas com vacinas do Instituto Butantan e da Pfizer, esta última após treinamento pela farmacêutica. O uso do imunizante da Fiocruz/Astrazeneca para grávidas e puérperas está suspenso desde maio por orientação do Ministério da Saúde e da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

As grávidas em qualquer período gestacional deverão apresentar relatório ou laudo médico com indicação do profissional para tomar a vacina. As puérperas podem apresentar certidão de nascimento da criança.

Veja também