Publicidade

Helicóptero Águia participa de 306 missões na região

Ocorrências resultaram em 246h sobrevoadas; hangar da Polícia Militar foi inaugurado e abriga serviços operacionais

REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI

Data 27/11/2018
Horário 07:04
Polícia Militar - Helicóptero Águia auxiliou em 4 ocorrências de combate a incêndio Foto: Polícia Militar - Helicóptero Águia auxiliou em 4 ocorrências de combate a incêndio

O helicóptero Águia da Polícia Militar atua na região desde o dia 26 de março de 2010. Neste período, foram diversas as missões que as equipes integraram, sempre com apoio às modalidades de policiamento existentes que solicitem o serviço. Um balanço fornecido pela Base de Radiopatrulha Aérea de Presidente Prudente mostra que, de janeiro a outubro deste ano, o helicóptero participou de 306 missões, o que totalizou 246 horas voadas. Entre os atendimentos realizados, destaca-se a localização e recuperação de 16 veículos, apreensão de 12 armas de fogo, detenção de 70 pessoas e salvamento de duas vítimas, além da participação em quatro combates a incêndios e apreensão de 1.457,8 kg de entorpecentes.

Pelo fato de contribuir com as demais forças policiais, a Base de Radiopatrulha Aérea salienta que a aeronave é “versátil” e pode colaborar com as ocorrências de gravidade geradas em 67 municípios da região de Prudente e Assis. “O Águia é acionado através do Copom [Centro de Operações da Polícia Militar] e também por rede rádio por qualquer policial militar que avalie a necessidade de apoio em ações de segurança pública”, considerando que a aeronave em voo possui “uma visão privilegiada” que auxilia na organização e cerco de infratores que estiverem em fuga, por exemplo.

A Radiopatrulha ressalta que o apoio da aeronave também facilita a rápida localização de veículos, locais e pessoas em atitudes suspeitas, bem como em atividades de combate a incêndio. No que tange a ocorrências de salvamento de vítimas em área de difícil acesso, a equipe conta com o auxílio do cesto ou rapel, o que contribui para o efetivo.

Para quem ainda não teve a oportunidade de saber como funciona a divisão de trabalhos dentro da aeronave, a Polícia Militar explica que ela é basicamente operada por quatro policiais, sendo dois pilotos, um comandante do helicóptero, e outro comandante de operações ou copiloto, além de mais dois tripulantes operacionais. Estes são os responsáveis por manusear os equipamentos instalados.

Custo de manutenção

Além da equipe aérea, a Radiopatrulha também conta com apoio de mecânicos especializados que realizam desde pequenas intervenções emergenciais a inspeções obrigatórias de acordo com o fabricante. “O custo é elevado, no entanto, é extremamente necessário para garantir a segurança de toda a tripulação, bem como a continuidade da prestação de serviços à sociedade”, pontua a corporação. Apenas de combustível, o custo da hora em voo de um helicóptero Águia ultrapassa a marca de R$ 1.260.

No ano passado, a reportagem noticiou que a construção do hangar próprio da Polícia Militar estava em fase final. Conforme a Radiopatrulha Aérea, o espaço foi inaugurado no dia 18 de junho deste ano e está localizado no km 459 da na Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), no Aeroporto Estadual de Presidente Prudente. Atualmente, o hangar conta com espaços destinados ao atendimento ao público, recepção, sala de instrução, atendimento à imprensa e reunião, videoconferência e dois locais para pouso de helicópteros.

NÚMEROS

MISSÕES DO HELICÓPTERO ÁGUIA DA PM

De janeiro a outubro deste ano, foram diversas as ocorrências de apoio que a aeronave prestou na região, serviço que está em operação há oito anos.

306

missões tiveram participação do helicóptero em 2018

246

é o total de horas sobrevoadas nas ocorrências

16

veículos foram localizados e recuperados pela guarnição

12

armas de fogo foram apreendidas com o apoio do Águia

70

pessoas foram detidas de janeiro a outubro pela Radiopatrulha

2

vítimas foram resgatadas com auxílio do Águia

4

ocorrências de combate a incêndio contaram com apoio do helicóptero

1.457,8 kg

de entorpecentes foram apreendidos com apoio da equipe aérea

Veja também