Horário Eleitoral

Sandro Villar

O Espadachim, um cronista a favor do camarão e da República de Camarões

CRÔNICA - Sandro Villar

Data 16/10/2020
Horário 05:34

E o horário eleitoral, hein? Alguns candidatos são folclóricos, o que parece ser uma praga brasileira. No caso de Prudente, os candidatos a prefeito, com exceção de dois, ainda não apresentaram seus projetos de governo.
Há aqueles que falam em mudança o tempo todo. Ué, querem levar Prudente para longe daqui? É tanta mudança que cabe a pergunta: já contrataram a Granero para fazer a mudança? É apenas um dito chistoso, como é óbvio.
Um candidato gesticula tanto que parece estar regendo uma orquestra. Seria candidato a maestro? Também percebi que há candidatos raivosos, dando a impressão de que eles brigaram com Deus e o mundo. A meu ver, imagem agressiva não funciona junto à Sua Excelência, o eleitor. Prudente precisa de paz e de progresso.
E os candidatos a vereador? Eles também não dizem o que vão fazer, se eleitos. O tempo exíguo de propaganda não é desculpa para omitir suas plataformas e bandeiras, se é que eles têm alguma. 
Em vez dos surrados "meu nome é Zé das Couves e meu número é 9999999888888", por exemplo, eles deveriam mencionar em poucas palavras seus projetos por mais modestos que sejam.    
Bom lembrar que o nome e o número estão na propaganda, e o eleitor observa esses detalhes. Claro que o nome e o número devem ser falados, em alguns programas, para facilitar os eleitores deficientes visuais.
Também estou de olho no horário eleitoral de Araçatuba. Não é muito diferente de Prudente. O prefeito Dilador, que tenta se reeleger, tem nome de analgésico. E até Carlitos dá o ar de sua graça em Araçatuba.
O candidato Sérgio Chaplin aparece travestido de Carlitos, com bengala e tudo. Vai ver dará bengaladas nos eleitores, se não for eleito.
Em Campo Grande, apareceu uma venerável senhora que se autodenomina "candidata terrorista". É uma tal de Juliana Pontes, que tem uma "boquinha" no Senado, ou seja, um bom emprego. Com um revólver no cartaz, ela é suspeita de participar de atos antidemocráticos. Deve ser treino para entrar no Estado Islâmico.    
Já em São Paulo, o Ruço, candidato pela terceira vez, deu uma de infectologista. Ele disse que morador de rua tem menos chances de pegar Covid-19 porque não toma banho. Viram? Basta ser Porcolino que o sujeito fica imune ao coronavírus. É mais uma bobagem do Ruço, coisa sem amparo científico.
Conto mais uma bobagem do horário eleitoral. No Rio de Janeiro, a candidata a vereadora, Regina Cerqueira, deixou seu nome real de lado e adotou o pseudônimo Capitã Cloroquina. Faz jus aos tempos malucos e insanos em que estamos vivendo. Capitã Cloroquina! Os cariocas não merecem isso.

DROPS

Mais uma raça de gado no Brasil: Boi Bombeiro. O anúncio foi feito pela Menina Veneno.

Músico japonês é agredido por oito jovens no Metrô de Nova York, que o chamaram de "chinês". Violência estimulada pelo discurso antichinês do presifake que tenta se reeleger.

Quando casa, casal de gigantes quer casarão.

Neymar comeu Peru em Lima. Merece ser promovido a Neyoceano.  
 

Veja também