Hospital do Câncer firma acordo com Prefeitura

Termo viabiliza a oferta de serviços de prevenção e diagnóstico à doença na próstata, objetivando certificação do Cebas

PRUDENTE - ANDRÉ ESTEVES

Data 10/05/2017
Horário 11:38
 

A Prefeitura de Presidente Prudente firmou, na manhã de ontem, uma parceria com o Hospital Regional do Câncer para a prestação de serviços gratuitos em prevenção e detecção do câncer de próstata. De acordo com o presidente da instituição, Antônio Cunha Braga, este procedimento já era oferecido pela unidade há três anos, no entanto, não havia um termo de cooperação que garantisse a inclusão dos atendimentos nas estatísticas do Ministério da Saúde.

Jornal O Imparcial Acordo com a Prefeitura de Prudente foi assinado na manhã de ontem, no Hospital do Câncer

Com tal medida, o objetivo do hospital é conquistar o certificado do Cebas-Saúde (Certificação das Entidades Beneficentes de Assistência Social na Área de Saúde), o que possibilita a isenção das contribuições sociais e permite a captação de verbas em níveis estadual e federal, rendendo-lhe a classificação de instituição filantrópica. "Temos também o interesse de estender o acordo às demais prefeituras que compõem o DRS 11", adianta.

Conforme o presidente, a parceria viabiliza ainda a maior promoção do serviço junto à sociedade, favorecendo o acesso da população masculina ao toque retal e à dosagem do PSA (antígeno prostático específico). Em decorrência da demanda maior, o hospital deixará de prestar o serviço em consultório isolado para concentrá-lo em ambulatório. "Nosso atendimento hoje é pequeno, pois oferecemos o serviço apenas nas segundas-feiras, mas nosso propósito é a sua ampliação. Hoje, o câncer de próstata é o segundo mais atendido, atrás somente do câncer de mama. Como ainda há muita resistência do homem na hora de fazer o preventivo, este trabalho é necessário", expõe.

O secretário municipal de Saúde, Valmir da Silva Pinto, explica que, se houver o diagnóstico de alguma anomalia durante o procedimento, o indivíduo será encaminhado ao AME (Ambulatório Médico de Especialidades) para o início do tratamento. Segundo ele, esse processo ficará mais rápido, uma vez que desafogará a fila de espera pelos exames. "É uma forma de combinar o trabalho do município com o serviço prestado por um hospital de alta tecnologia e condição técnica, dando celeridade aos atendimentos e garantindo a prevenção contra a doença", avalia.

O chefe do Executivo, Nelson Roberto Bugalho (PTB), por sua vez, aponta que este pode ser o primeiro acordo de muitos. "Quando se trata de destinar um atendimento médico melhor para a população, não vejo nenhum empecilho para a homologação de outros termos", completa.

O acordo assinado tem vigência de dois anos, com término previsto para maio de 2019, podendo ser prorrogado por sucessivo período até o limite de cinco anos. Todos os agendamentos de pacientes serão realizados por meio do telefone 2104-8000, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30.

 

Veja também