Madame e o Mendigo

Sandro Villar

O Espadachim, um cronista que aceita pagamento em yuan

COLUNA - Sandro Villar

Data 20/03/2022
Horário 06:45

Acompanhada da sogra, a madame, que não é a Mim, foi dar um rolê e, depois de caminhar pela rua, deu de cara com um mendigo, eufemisticamente tachado, hoje em dia, de morador de rua ou morador em situação de rua.

Ah, o tal de politicamente correto, que quer castrar a criatividade de profissionais em geral e não apenas de humoristas. Se o coitado mora na rua ele é mendigo. Sempre foi assim. Pode ser também um sem-teto, como é óbvio.

Deixemos de vã filosofia e narremos o "acontecido" em Planaltina, cidade que fica perto de Brasília, lá onde o povo é "estuprado" com impostos e o escambau. Dizíamos que a madame, muito jeitosinha, deu de cara com um mendigo e por pouco não pulou no colo dele. E a sogra só observando. 

De repente, ela beijou o cidadão "em situação de rua", deu um chega pra lá na sogra(um estorvo naquele momento)e saiu com ele. Logo à frente um carrão estacionado. Madame, que não é a Madame Mim, repito, entrou no carro com o mendigo. 

Ela não mostrou a ele a sua coleção de joias. Partiu pro ataque. Ali mesmo a cuíca roncou pra valer. Sexo consensual, segundo a predadora disse a uma amiga. De repente, chegou o corno, quer dizer, o marido. Era um sujeito marombado, personal trainer, troncudo como um touro miura.

Bateu com força na porta do carro e retirou o mendigo lá de dentro aos pescoções. O sujeito quase linchou o mendigo sedutor. O coitado apanhou pra cachorro. Ficou com a cara inchada de tanto levar porrada.

Depois, com a poeira já um pouco mais baixa, o marido explicou que a esposa estava numa situação de surto psicótico. Enfim, não sabia o que fazia. Ele disse que a mulher foi estuprada pelo mendigo. Será? Se a própria falou em sexo consensual, não houve estupro, é ou não é, pessoal?

Vai ver ela estava cansada da "rotina", sempre a mesma coisa debaixo dos lençóis e, em vez de um príncipe de 1,92 de altura e olhos azuis, optou por um mendigo. Não se sabe se os dois chegaram aos "finalmente", como diria o prefeito Odorico Paraguaçu. É que o marido chegou e pode ter sido um estraga-prazer logo na hora do bem-bom.

 

DROPS


Quem ama não vê cara.


Quem ama o feio tem suas razões.


Canibal vegano só come a maçã do rosto e a batata da perna da vítima.


Nunca ouvi tanta mentira como agora com a guerra entre Rússia e Ucrânia.

(Douglas McGregor, coronel reformado do Exército dos EUA)


W Mecânica, a oficina do Wladimir.

Nacionais e importados. Rua Arthur Vila Real, 485, Vila Formosa. 3222-1353

Veja também