Magistério de Pirapozinho tem adequação ao piso nacional

Percentual do reajuste que determina a Portaria 67/2022 é de 33%; novo valor, que atenderá todos os professores que fazem parte do quadro, caiu no pagamento em 30 de junho

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 02/07/2022
Horário 04:00
Foto: Cedida
Prefeito Lucas Padovan (2º à esq.), com membros da direção do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais
Prefeito Lucas Padovan (2º à esq.), com membros da direção do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais

Após negociação de três meses, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Pirapozinho recebeu a notícia da Prefeitura que fará a adequação ao piso nacional do magistério na cidade, atendendo à reivindicação dos professores. O percentual do reajuste que determina a Portaria 67/2022 é de 33%.
De acordo com Nélio Braghin, 46 anos, presidente do sindicato, o novo valor, que atenderá todos os professores que fazem parte do quadro do magistério, já caiu no pagamento em dia 30 de junho, e já veio com uma parcela dos retroativos referente aos meses em que não houve o reajuste. 
“Importante salientar que os profissionais da educação já foram contemplados nos meses anteriores com aplicação de 18% do valor que determina o novo piso nacional do magistério. Para nós, do sindicato, e a todos os professores da rede municipal, o nosso sentimento é de gratidão e essa conquista se dá ao diálogo e respeito que o atual prefeito, Lucas Padovan dos Santos Pavani [Pros], tem com o nosso sindicato”, expõe Nélio Braghin.

Novo piso nacional

O presidente do sindicato narra que a negociação para aplicação do novo piso nacional do magistério em Pirapozinho se deu com a publicação da Portaria 67, de 4 de fevereiro de 2022, do governo federal. A partir deste momento, em 9 de fevereiro de 2022, o sindicato protocolou um ofício solicitando uma reunião com o prefeito para iniciar e discutir o cumprimento da portaria. 
Não demorou muito, eles tiveram a primeira reunião com administração pública, que solicitou em outra oportunidade um prazo para analisar o impacto na folha de pagamento e a situação individual de cada professor da rede municipal. Haja vista que existe a Lei 3748/2010, que é o Plano de Carreira do Magistério, o qual garante alguns adicionais e graduação de nível com carreira no município que devem ser respeitadas, sem prejuízos a esses profissionais. 
Por sua vez, o chefe do Executivo afirma que a administração municipal, através da sua equipe técnica, assessoria jurídica e assessoria contábil, realizou diversas reuniões com o Legislativo e, principalmente, com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais para chegarem a um consenso. “Buscamos elaborar uma sistemática que pudesse ser dada a aplicação do reajuste do piso nacional do magistério da forma mais justa possível”, esclarece o prefeito.
“Como sempre digo: o dialogo é o princípio de tudo, com ele as conquistas acontecem. Ainda há muito que fazer, mas agradeço ao prefeito Lucas Padovan por atender mais essa solicitação e pelo respeito com todos nós”, agradece o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Pirapozinho. 

Veja também