Maristela celebra 25 anos de acampamento na região

Paróquia Nossa Senhora do Carmo foi uma das pioneiras no desenvolvimento do projeto que mudou e muda a vida de crianças, jovens e adultos

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 27/01/2021
Horário 17:31
Foto: Facebook da Paróquia
Acampamentos têm o objetivo de evangelizar pessoas
Acampamentos têm o objetivo de evangelizar pessoas

Há 25 anos, a comunidade da Vila Maristela de Presidente Prudente, Paróquia Nossa Senhora do Carmo, dava início a um projeto que mudou e muda a vida de crianças, jovens e adultos na cidade, na diocese e até no país.

Com o objetivo de evangelizar as pessoas, os acampamentos foram promovendo o encontro pessoal com Cristo, conversões e a volta de cristãos para a Igreja Católica. Ao passar do tempo, foram ganhando força e se expandindo.

“Eu tenho milhares de testemunhos de pessoas que voltaram para a família, largaram as drogas, foram curadas da depressão, que tentaram o suicídio e tiveram a vida renovada. Valeu a pena entregar a minha vida para este projeto, para esta igreja e para a minha comunidade”, afirma Astromar Miranda Braga, pregador e escritor, responsável por trazer o acampamento para a cidade.

História

Os acampamentos vieram do México, trazidos por Martin Valverde, que foi o responsável por cristianizá-los. Eles já eram realizados nos Estados Unidos, como teste de aptidão para entrar na universidade, e na Europa, para o treinamento de lideranças.

A vinda para o Brasil ocorreu primeiramente nas cidades de Franca (SP), Petrópolis (RJ), Maringá (PR) e em Porto Alegre (RS), por volta do ano de 1994.

Na ocasião, Astromar Braga foi enviado pelo monsenhor Miguel Valdrighi, que, no momento, atuava na Paróquia Santa Rita de Cássia, para fazer o Curso da Evangelização 2000, em Petrópolis (RJ). Essa nova evangelização foi um pedido do papa João Paulo II durante a década de 90.

“Chegando lá, eu descobri que alguns mexicanos e pessoas de Franca, de Maringá e do Rio de Janeiro iriam para um acampamento e fiquei para participar também”, afirma o pregador.

Vinda para Prudente

Por meio do conhecimento adquirido na formação sobre o acampamento, Astromar Braga trouxe o projeto para o oeste paulista e criou um novo modelo de acampamento, porém, com a mesma metodologia trazida por Martin Valverde.

“Quando eu voltei, peguei aquele acampamento que tinha poucas dinâmicas e o transformei com novos desafios, implantando o kerigma. Trouxe então para a Paróquia Santa Rita de Cássia, porém, ele não se encaixou muito, porque havia uma outra linha de trabalho. Então minha mãe pediu para que eu apresentasse para o padre Aurélio na Paróquia Nossa Senhora do Carmo”, afirma Astromar.

Logo após mostrar o projeto ao padre, ele pediu para que o apresentasse em uma missa. A comunidade aprovou e vieram quatro casais participarem do início dos acampamentos e do projeto da Evangelização 2000.  

Início na Maristela

No início, durante as férias, Astromar Braga levava grupos de amigos da paróquia para fazerem o acampamento e adquirirem a formação necessária em Petrópolis (RJ) e assim iniciarem o projeto na Maristela.

Foto: Cedida/Astromar Braga - Parte da equipe paroquial que serviu no primeiro acampamento

Passados dois anos, em janeiro de 1996, a Paróquia Nossa Senhora do Carmo realizou o primeiro acampamento “juvenil”, que ocorreu em uma fazenda na região de Anhumas, com a equipe paroquial, um grupo de formadores de Petrópolis (RJ) e os campistas.

Foto: Cedida/Astromar Braga - Grupo que veio de Petrópolis para implantar o 1º acampamento

Foto: Cedida/Astromar Braga - Missa de chegada do 1° acampamento na Igreja da Maristela

Expansão

Os acampamentos foram ganhando visibilidade e se expandiram para outras faixas etárias, como adultos e crianças. “Uma evangelização nova nos seus métodos, nova na sua expressão, nova no seu ardor missionário. O acampamento se encaixou inteiramente no pedido do papa e por isso que ele não ficou apenas na Maristela”, explica Astromar Braga.

Foto: Cedida/Astromar Braga - Tribo do primeiro acampamento realizado na fazenda em Anhumas

Depois de um tempo, a paróquia criou o Sênior, JOAM (Jovens e Adolescentes em Missão), FAC (Formação de Adolescentes Cristãos), Mirim, Casais, Acampamento 2 e outras variedades, que foram transmitidas para paróquias da diocese e até do país.

“Formamos muitos jovens na paróquia e começaram a vir jovens de outras comunidades. Criamos um número grande de campistas e assim fizemos vários acampamentos diocesanos para que pudessem se espalhar, sob a orientação do padre Tuti, padre Luiz Furini e padre Aurélio”, destaca Astromar Braga.

Foto: Cedida/Astromar Braga - Parte da equipe responsável pelo acampamento

O padre Antônio Sérgio Girotti, conhecido popularmente como padre Tuti, trabalhou na Paróquia Nossa Senhora do Carmo entre os anos de 1998 e 2015. Para ele, o acampamento é uma verdadeira renovação espiritual.

“Eu vejo esses 25 anos de acampamento como uma das maiores graças e bênçãos de Deus concedidas à igreja nesses últimos anos. Um projeto maravilhoso de inspiração do Espírito Santo. A paróquia da Maristela foi uma das pioneiras neste projeto, o que fez com que se tornasse um Centro de Referência dos Acampamentos“, destaca o sacerdote.

Atualmente, Astromar Braga viaja para as regiões do país dando formação aos campistas. Ele é responsável por apresentar o programa de visibilidade nacional “Vem para Tenda”, na TV Evangelizar. De acordo com dados da emissora, ao todo, são mais de 850 mil campistas no país.

Foto: Cedida/Astromar Braga - Astromar durante apresentação do programa “Vem para Tenda”

“O acampamento é um sopro de vida para nossa Igreja Católica. Em todos os locais que eu vou, tenho percebido que as paróquias, as comunidades que têm acampamento, têm vida, elas têm jovens”, enfatiza o pregador.

Serviço

Nesta quarta-feira, a Paróquia Nossa Senhora do Carmo irá celebrar a Santa Missa dos 25 anos dos acampamentos e também do grupo de oração. Será às 19h30, com transmissão ao vivo pelo Facebook (www.facebook.com/igrejamaristela) e Youtube da comunidade. Para participar presencialmente, é necessário retirar a senha pelo site (senha.igrejamaristela.com.br).

Veja também