Mateuzinho Umbigaê percorre swing do samba e MPB em show

De Marku Ribas a Zé Rodrix: público acompanha esses e outros nomes na apresentação de amanhã, pelo Múltiplos Sons [em casa], com transmissão no YouTube

VARIEDADES - DA REDAÇÃO

Data 30/10/2020
Horário 08:09
Acervo Sesc/Taíne Correa - Mateuzinho, do grupo Os Umbigaê, começou a carreira em Assis, fazendo voz e violão pela região
Acervo Sesc/Taíne Correa - Mateuzinho, do grupo Os Umbigaê, começou a carreira em Assis, fazendo voz e violão pela região

Na levada do sambalanço, quem traz o ritmo para o Múltiplos Sons [em casa] deste sábado é Mateuzinho Umbigaê, visitando canções nacionais do samba e da MPB em um show acústico apresentado no canal do Sesc Thermas de Presidente Prudente, no YouTube, às 16h.
Dono de uma musicalidade singular, Mateuzinho, do grupo Mateuzinho e Os Umbigaê, começou a carreira em Assis (SP), sua cidade natal, fazendo voz e violão pela região. Em 2009, convidado por um amigo, chegou a Presidente Prudente para tocar e, desde então, não parou mais.
“Fui conhecendo várias pessoas que somaram na sonoridade dos Umbigaê”, relembra o artista sobre o grupo que leva o swing do sambalanço e afoxé há 11 anos, colecionando apresentações Brasil afora, como a turnê de 2011, quando aterrissaram em terras ibéricas para shows em Portugal e Espanha.
Na Virada Cultural Paulista, em 2014, eles dividiram palco com a banda paulistana Os Opalas e, um ano depois, com Racionais MC’s, Agnaldo Timóteo e Boogarins, em mais uma edição da Virada Cultural de Presidente Prudente. Em 2015, foi a vez de agitar o público do Sesc Thermas com um tributo a Jorge Ben. “A base principal é sempre o balanço, a pulsação, uma música que faz o ouvinte mexer o corpo”, completa.

De volta à voz e violão

Fechando a programação musical de outubro, Mateuzinho Umbigaê relembra os tempos de voz e violão com show que percorre a vitalidade do samba e MPB no episódio do Múltiplos Sons [em casa] deste sábado.
“Por ser gravado apenas na voz e violão, é um ‘lance’ mais intimista. A forma de tocar, o respiro, é totalmente diferente do som que os Umbigaê fazem, por terem outros instrumentos”, revela o artista sobre o acústico que, mesmo gravado à distância, conta “sempre com uma boa pitada de balanço”.
De Marku Ribas a Zé Rodrix, o público acompanha esses e outros nomes na apresentação que vai ao ar no canal do Sesc Thermas no YouTube, às 16h de amanhã.

SERVIÇO
Como assistir aos shows:
YouTube > youtube.com/sescthermasprudente


 

Veja também