Mercado Global de Carbono

O Rio de Janeiro foi palco, entre 18 e 20 de maio, de um dos maiores encontros sobre crescimento verde já realizados no Brasil, o Congresso Mercado Global de Carbono – Descarbonização & Investimentos Verdes, que reuniu centenas de lideranças empresariais e ambientais do Brasil e do mundo e colocou o país de volta no protagonismo global sobre o tema. 
Durante o evento, o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, anunciou a criação de um mercado regulado de carbono no país, uma das notícias mais esperadas por todos os setores envolvidos com o mercado de carbono e com o desenvolvimento da economia verde no Brasil. As discussões realizadas em 24 painéis também serviram de base para preparar o país para a próxima conferência do clima, a COP27, que será realizada no Egito, entre os dias 7 e 18 de novembro. 
Representantes do mercado de capital discutiram a necessidade de modernização, regulamentação e transparência, com atenção crescente às questões ambientais. O papel dos bancos nessa transição para um futuro mais verde também foi tema de debate. Ao conciliar preservação de recursos com geração de riquezas, a agenda de sustentabilidade está entre as principais prioridades do setor financeiro brasileiro e internacional. E as instituições do segmento têm papel fundamental a cumprir na transição para uma economia de baixo carbono. 
O presidente do Banco do Brasil, Fausto de Andrade Ribeiro, falou sobre o lançamento de um fundo de R$ 50 milhões ligado ao mercado de carbono e a assinatura de um acordo com o Banco Mundial, relacionado ao tema. No painel Eólicas: Tendências e oportunidades, representantes do setor falaram sobre o enorme potencial de geração de energia eólica offshore no Brasil, com uma aposta na redução de custos, para o aproveitamento desse recurso.
Também pediram investimento público e planejamento de longo prazo. Com condições naturais altamente favoráveis, estima-se que o potencial eólico offshore brasileiro esteja em torno de 700 GW – número quatro vezes superior à capacidade instalada do país. No evento, foi apresentado o Decreto 11.075 de 19 de maio de 2022.

Fonte:
1)    https://www.gov.br/mma/pt-br/assuntos/noticias/congresso-no-rio-de-janeiro-coloca-o-brasil-no-protagonismo-do-mercado-global-de-carbono;
 

Veja também